Internacional Dilma e Obama concordam em melhorar comércio e viagens

Dilma e Obama concordam em melhorar comércio e viagens

Governos devem anunciar mudanças que beneficiarão viajantes entre os dois países

  • Internacional | Reuter e Agência Estado

Brasil e EUA caminham para acordo sobre entrada nos países sem precisar passar pelas filas de imigração

Brasil e EUA caminham para acordo sobre entrada nos países sem precisar passar pelas filas de imigração

Roberto Stuckert Filho/30.06.2015/PR

A presidente Dilma Rousseff e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, concordaram nesta terça-feira (30) em tomar uma série de medidas para facilitar o trânsito de pessoas e produtos entre os dois países. De acordo com o subsecretário-geral político do Itamaraty, embaixador Carlos Antonio da Rocha Paranhos, na próxima segunda-feira (6) será anunciado um acordo sobre a participação do Brasil no programa Global Entry, que permite a entrada em território americano sem passar pelas filas de imigração.

Os líderes também concordaram em tomar medidas para que cidadãos norte-americanos e brasileiros possam viajar entre os dois países sem vistos.

Dilma: Rio 2016 está segura contra o Estado Islâmico

Obama: Brasil é potência global

Em março de 2013, os dois governos acertaram a participação inicial de 1.500 viajantes frequentes no programa. Dessa forma, não seriam beneficiados turistas eventuais, apenas os brasileiros que visitam os EUA com maior frequência, na maioria das vezes em viagens a trabalho.

Segundo Paranhos, de lá pra cá, no entanto, não se chegou a um consenso pleno sobre as exigências das regras impostas pelos americanos, como a obrigatoriedade de se informar a situação penal dos viajantes brasileiros. Essa exigência seria uma forma de os norte-americanos se certificarem de que esses passageiros teriam "ficha limpa".

— Há efetivamente uma discussão em andamento sobre a participação do Brasil no programa Global Entry. Tem havido reuniões aqui e em Washington a respeito desse tema e nós esperamos anunciar um bom progresso em relação esse tema, possivelmente num comunicado conjunto da visita.

Paranhos ressalta que a discussão está nos detalhes para o acordo.

— Eu não sei se será possível acertar todas os detalhes técnicos ainda pendentes até terça-feira (30), para a questão da participação do Brasil no Global Entry, mas o que é importante salientar é que as negociações estão bastante avançadas e há uma disposição política dos dois países de anunciar isso durante a visita.

Últimas