Diretor do ICE defende batidas contra imigrantes ilegais nos EUA

O presidente Donald Trump confirmou que o governo iria iniciar batidas em nove cidades para deportar 'milhares' de imigrantes ilegais do país

Algumas cidades se recusam a deportar imigrantes

Algumas cidades se recusam a deportar imigrantes

Veronica G. Cardenas/Reuters - 12.7.2019

O diretor interino do Serviço de Imigração e Controle Alfandegário dos EUA (ICE, em inglês), Matthew Albence, defendeu neste domingo (14) as batidas contra imigrantes ilegais que devem começar hoje, sem confirmar se as mesmas já iniciaram, em entrevista à rede de televisão "Fox News".

"Não falarei especificamente de nada do que está acontecendo do ponto de vista das operações", indicou Albence.

O responsável migratório, cuja agência é encarregada das deportações de imigrantes, insistiu que o alvo são "indivíduos específicos" sobre os quais pesam ordens de expulsão do país.

"São indivíduos que vieram ilegalmente a este país, tiveram a oportunidade de reivindicar asilo diante de um juiz de imigração e a maioria deles escolheu não optar por isso e não aparecer na primeira audiência migratória", detalhou Albence.

O diretor interino do ICE lembrou que em fevereiro sua agência mandou cartas a essas pessoas pedindo que se entregassem às autoridades, mas que apenas 3% responderam.

O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou na sexta-feira (12) que o governo iria iniciar neste domingo batidas em nove cidades para deportar "milhares" de imigrantes ilegais do país.

Essas cidades são Nova York, Miami (Flórida), Houston, Los Angeles e San Francisco (Califórnia), Chicago (Illinois), Atlanta (Geórgia), Baltimore (Maryland) e Denver (Colorado).

No Twitter, o ICE também não confirmou se realmente as batidas começaram e fez uma chamada às "cidades-santuário" de imigrantes para que cooperem nesta operação.

"As comunidades estão mais seguras quando as agências de aplicação da lei trabalham juntas e o ICE continua pedido às jurisdições na Califórnia e outras localizações santuário que achem a maneira de trabalhar com o ICE para manter os delinquentes estrangeiros fora das nossas ruas", disse esse organismo no Twitter.

Nos EUA, há mais de 200 territórios considerados "santuários", na maioria controlada pelos democratas, que se negam a colaborar com o Governo para deportar aos imigrantes ilegais.