Internacional Doadora financiou manifestação que precedeu invasão do Capitólio

Doadora financiou manifestação que precedeu invasão do Capitólio

Segundo jornal, apoiadora de Trump doou 300 mil dólares para comício em que ex-presidente exortou partidários a "lutar"

Reuters
Manifestantes invadem o Capitólio durante protestos em Washington

Manifestantes invadem o Capitólio durante protestos em Washington

Jim Lo Scalzo/EFE/EPA - 08.01.2021

Uma herdeira da rede Publix Super Markets doou cerca de 300 mil dólares para financiar uma manifestação que precedeu a invasão do Capitólio dos EUA neste mês por apoiadores do ex-presidente Donald Trump, relatou o Wall Street Journal neste sábado (30).

O Journal disse que o financiamento de Julie Jenkins Fancelli, uma importante doadora para a campanha de Trump em 2020, foi facilitado pelo apresentador de extrema direita Alex Jones. Segundo a publicação, o dinheiro dela cobriu a maior parte dos custos do comício de cerca de 500 mil dólares no parque Ellipse, onde Trump falou e exortou seus partidários a "lutar".

Mais de 135 pessoas foram presas em conexão com o ataque de 6 de janeiro ao Capitólio, quando o Congresso se reuniu para certificar a vitória do democrata Joe Biden nas eleições de novembro. Cinco pessoas, incluindo um policial do Capitólio, morreram.

De acordo com o Journal, Jones pessoalmente prometeu mais de 50 mil dólares em dinheiro para o rali em troca de um espaço para falar de sua escolha. Jones, que divulgou teorias de conspiração desacreditadas, recebeu líderes dos Proud Boys e dos Oath Keepers, dois grupos extremistas que foram proeminentes no tumulto, em seus programas populares de rádio e vídeo na Internet, disse o jornal.

Jones não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. Fancelli não foi encontrada para comentar o assunto.

Últimas