Coronavírus

Internacional Dois melões são vendidos por R$ 132 mil em leilão no Japão

Dois melões são vendidos por R$ 132 mil em leilão no Japão

Ofertas de frutas de temporada atraem com frequência compradores que buscam prestígio e publicidade gratuita 

AFP
Frutas atraíram a atenção dos ricaços com alívio da pandemia no país

Frutas atraíram a atenção dos ricaços com alívio da pandemia no país

STR/Jiji Press/AFP – 24.05.2021

Dois melões japoneses de alta qualidade foram vendidos em um leilão nesta segunda-feira (24) por US$ 24.800 (o equivalente a R$ 132,8 mil), 22 vezes mais que o preço do ano passado, que foi marcado pela pandemia de covid-19.

O preço de 2,7 milhões de ienes (R$ 132,8 mil) pelos famosos melões Yubari, no primeiro leilão da temporada, é irrisório, no entanto, em comparação com outros recordes registrados para este produto tão apreciado.

"A recuperação dos preços este ano pode ser vista como a vontade dos compradores de estimular as pessoas a apresentar lances maiores", disse à AFP um funcionário do mercado de atacado.

O comprador é um produtor local de alimentos para bebês, cujo presidente disse esperar que o resultado espalhe um pouco de alegria.

"Embora ainda tenhamos muitas notícias negativas, espero que possa ajudar as pessoas a sorrir e superar a pandemia", declarou ao canal NHK.

As ofertas de frutas de temporada no Japão atraem com frequência compradores que buscam prestígio e publicidade gratuita.

Em 2019, dois melões Yubari alcançaram o preço recorde de 5 milhões de ienes (o equivalente a R$ 246 mil), mas o valor caiu a apenas 120.000 ienes (cerca de R$ 6.000) no ano passado. Os produtores acusaram o vírus de afastar os compradores ricos dispostos a aumentar os lances.

Os melões procedem da ilha de Hokkaido, norte do Japão, um popular destino turístico.

Hokkaido se encontra atualmente em estado de emergência sanitária, assim como outros nove departamentos do país, incluindo a capital Tóquio.

Últimas