Economia dos EUA reabrirá quando especialistas em saúde permitirem

Apesar de permitir que pessoas voltem ao trabalho, coisas serão diferentes e trabalhadores terão que voltar para casa se apresentarem sintomas

Economia dos EUA reabrirá quando especialistas em saúde permitirem

Economia dos EUA não tem previsão para reabertura

Economia dos EUA não tem previsão para reabertura

Kathleen Flynn/Reuters - 6.4.2020

O governo Trump pretende reabrir a economia dos Estados Unidos quando os principais especialistas em saúde do país derem o sinal verde, mas a vida dos norte-americanos será drasticamente diferente, disse nesta terça-feira (7) o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow.

Mesmo quando as pessoas nos Estados Unidos retornarem ao trabalho e à escola, provavelmente terão que ficar em casa quando apresentarem sinais de coronavírus, enfrentarão testes mais difundidos e se submeterão a medições rotineiras de temperatura, disse ele ao Politico em entrevista.

"Estamos cientes de que as coisas serão diferentes", disse ele. "Esse será um novo recurso da vida norte-americana. E não sei com que rapidez isso acontecerá, mas será muito, muito importante, porque obviamente queremos impedir qualquer recorrência."

Sem previsão de volta

Ainda não está claro quando o país, que permanece em grande parte fechado em meio ao surto em curso que afetou a economia, retomará as operações normais. Vários estados estão se aproximando de seu potencial número máximo de casos em meio a diretrizes federais de isolamento até o final de abril.

As autoridades de saúde pediram aos norte-americanos que se preparem para uma semana difícil com o aumento do número de mortos, mas nesta terça-feira disseram que há sinais otimistas de que os esforços de mitigação estão ajudando a conter o vírus altamente contagioso e potencialmente letal.

"São as pessoas da área de saúde que conduzirão as decisões médicas, aqui, as decisões relacionadas à medicina", disse Kudlow ao Politico, acrescentando que ainda acredita "que nas próximas quatro a oito semanas seremos capazes de reabrir a economia e que o poder do vírus será substancialmente reduzido e seremos capazes de aplainar a curva".