Eleições EUA 2020

Internacional Eleições EUA 2020: o que Trump e Biden precisam agora para ganhar?

Eleições EUA 2020: o que Trump e Biden precisam agora para ganhar?

Candidato democrata discursa para apoiadores pedindo paciência enquanto votos para eleições de terça-feira continuam sendo contados

BBC NEWS BRASIL
  • Internacional | por BBC NEWS BRASIL

Trump vs. Biden

Trump vs. Biden

Getty Images

Donald Trump e Joe Biden travam uma das batalhas eleitorais mais apertadas da história dos Estados Unidos. Para conquistar a Casa Branca, o vencedor precisa obter pelo menos 270 votos do Colégio Eleitoral.

A apuração dos votos está em andamento, mas em 41 Estados (dos 50) o resultado local já foi declarado, com um dos candidatos não podendo mais ser superado pelo outro. Com isso, o placar atual da eleição é de 224 votos para Biden contra 213 de Trump.

Restam, portanto, nove Estados onde a eleição está indefinida. E são esses Estados que definirão o vencedor: Alaska (3 votos no colégio eleitoral), Arizona (11), Carolina do Norte (15), Geórgia (16), Maine (4), Michigan (16), Nevada (6), Pensilvânia (20) e Wisconsin (10).

A apuração dos votos nesses Estados pode demorar dias ainda, porque muitos dos votos ainda estarão chegando pelo correio aos centros de contagem nos próximos dias. O sistema eleitoral americano permite que, em alguns Estados, votos que foram enviados até o dia da eleição (03/11) sejam contados nos dias seguintes. Por exemplo: na Pensilvânia, autoridades eleitorais esperam que a maior parte dos votos por correio seja contada até sexta-feira.

Em outros anos, esses votos postais serviam apenas para confirmar um resultado já conhecido. Mas agora eles podem decidir a eleição a favor de Donald Trump ou Joe Biden.

Em dois dos nove Estados onde um vencedor ainda não foi declarado, não se espera nenhuma surpresa. Trump deve ganhar no Alaska; Biden deve ficar com Maine.

Isso faria com que o placar ficasse 228 x 216 a favor de Biden, com apenas sete Estados realmente em disputa. Mas 94 votos no colégio eleitoral ainda estariam em disputa.

E existem tantas combinações distintas de resultado possíveis nesses Estados que poucos analistas se arriscam a dar um palpite sobre quem tem maiores chances de vencer o pleito.

Confira abaixo o que falta para que cada um deles, Donald Trump e Joe Biden, garanta a vitória nessa eleição.

1) O que Trump precisa para vencer?

Atualmente Biden lidera a corrida em três dos sete Estados indefinidos (Nevada, Arizona e Wisconsin), e Trump tem vantagem em outros quatro (Carolina do Norte, Geórgia, Michigan e Pensilvânia).

Trump lidera em alguns dos Estados decisivos

Trump lidera em alguns dos Estados decisivos

Reuters

Baseado nos números de agora, Trump venceria a eleição. Ele receberia 67 votos no Colégio Eleitoral, atingindo 283 votos no total (o mínimo necessário para conquistar a Casa Branca é 270).

Ou seja, Trump precisa apenas que se confirme o resultado indicado pela apuração até agora.

Mas o presidente pode ter uma vitória ainda mais expressiva, caso consiga virar o resultado em Estados onde a contagem é apertada.

É o caso de Wisconsin, onde menos de 10 mil votos separam Biden de Trump, em um universo de mais de 3 milhões de eleitores. Com 10% dos votos a serem contados, Trump ainda pode conquistar o Estado e acrescentar mais 10 votos do Colégio Eleitoral ao seu placar.

O foco principal em Wisconsin é o condado de Brown, onde fica a cidade de Green Bay, em que mais de 30% dos votos ainda não foram apurados. Esta região costumava votar sempre em democratas, mas, em 2016, ela apoiou fortemente Trump e foi decisiva na derrota de Hillary Clinton.

Na campanha de 2020, Trump visitou a área de Green Way em quatro ocasiões. Atualmente, Trump lidera com boa folga no condado, e pode receber novos votos cruciais para virar o jogo em Wisconsin nas próximas horas.

Outro Estado que selaria a vitória de Trump seria o Arizona, onde Biden lidera. O Estado tradicionalmente vota pelos republicanos, mas parece estar mudando de lado neste ano. Ainda assim, faltam mais de 10% dos votos a serem contados e Trump ainda pode vencer lá.

2) O que Biden precisa para vencer?

Apesar de aparecer na frente no placar do Colégio Eleitoral e também de liderar na apuração nacional dos votos, Biden precisa de uma virada para conquistar a Casa Branca.

Joe Biden atualmente aparece na frente na contagem de votos

Joe Biden atualmente aparece na frente na contagem de votos

EPA

Ele precisa confirmar sua vitória em Nevada, Arizona e Wisconsin; e ainda precisa virar a mesa e ultrapassar Trump em um dos quatro Estados onde o republicano lidera na contagem dos votos — para atingir o "número mágico" de 270 votos no colégio eleitoral.

Em seu discurso na madrugada de quarta-feira, Trump disse que já venceu nesses Estados e que é inalcançável, mas a matemática mostra que isso não é verdade.

Qualquer um desses quatro Estados seria suficiente para Biden vencer a eleição, caso ele também confirme sua vitória nos três em que lidera.

Essa virada de Biden parece menos provável na Pensilvânia, onde Trump lidera com 55% contra 43% de Biden. Ainda assim, faltam 25% dos votos a serem apurados, então mesmo com a larga vantagem de Trump, o vencedor ainda não pode ser declarado.

As melhores chances de virada para Biden estão na Geórgia e na Carolina do Norte, onde mais de 90% dos votos foram apurados. No entanto a margem é pequena: em ambos os Estados, Trump lidera com pouco mais de 100 mil votos, em um universo de mais de 5 milhões de eleitores.

Um dos pontos de virada pode ser no condado de Fulton, onde fica Atlanta, a cidade mais populosa da Geórgia. Biden lidera com mais de 70% dos votos, com apenas 80% da apuração concluída. Se nas próximas horas, os votos postais de Atlanta continuarem favorecendo Biden, ele tem chances de virar o resultado da Geórgia.

Analistas acreditam que muitos dos votos que ainda serão apurados (que chegarão pelo correio nos próximos dias) tendem a ser em favor de Biden. No entanto, até agora, Trump surpreendeu todos os analistas, com resultados muito mais expressivos nas urnas do que o antecipado pelas pesquisas

Últimas