Internacional Em mensagem de fim de ano, Putin cumprimenta Bolsonaro e Biden

Em mensagem de fim de ano, Putin cumprimenta Bolsonaro e Biden

Presidente russo também cumprimentou outros líderes latinos e disse esperar que EUA e Rússia possam colaborar em 2021

Putin cumprimenta Bolsonaro em mensagem

Putin cumprimenta Bolsonaro em mensagem

Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprimentou nesta quarta-feira (30), em mensagem de fim de ano, tanto o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como o recém-eleito, Joe Biden, com quem disse que espera forjar uma relação construtiva.

O líder russo também enviou telegramas ao presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e a outros governantes, como o venezuelano Nicolás Maduro e o argentino Alberto Fernández.

Em relação a Trump e sua família, Putin desejou "saúde, força de espírito e bem-estar" em sua mensagem de Ano Novo e Natal - comemorado na Rússia em 7 de janeiro.

Quanto a Biden, Putin salientou que os desafios enfrentados pela humanidade em 2020 "confirmaram a necessidade de uma ampla cooperação internacional". Ele afirmou ter a esperança de que Rússia e EUA possam "fazer muito para fortalecer a estabilidade e a segurança nos níveis regional e global", desde que as relações contemplem os interesses mútuos.

Já sobre Bolsonaro, Putin destacou a "dinâmica positiva" de cooperação entre Rússia e Brasil, destacando os esforços no âmbito dos BRICS, do G20 e de outras instituições internacionais, "no interesse do fortalecimento da segurança e estabilidade global".

Mensagem à líderes latinos

No telegrama a Alberto Fernández, o líder russo manifestou satisfação com a cooperação na luta contra a pandemia de covid-19, destacando os acordos para o fornecimento da vacina russa Sputnik V à Argentina.

O chefe do Kremlin também escreveu ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, observando que em 2020 o país sul-americano e a Rússia consolidaram sua "parceria estratégica".

Na mensagem ao presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, e ao secretário-geral do Partido Comunista Cubano, Raúl Castro, Putin os parabenizou pelo aniversário do triunfo da revolução de 1959.

"Os cientistas e médicos de nossos países estão unindo forças na luta contra o coronavírus", acrescentou o presidente russo, reiterando a natureza da "ampla parceria estratégica" entre Moscou e Havana.

Mensagens à Europa

Putin também parabenizou o rei da Espanha, Felipe VI, e a rainha Letícia, em uma mensagem na qual manifestou a esperança de que o próximo ano "abrirá novas possibilidades para o desenvolvimento de uma cooperação mutuamente benéfica".

O líder russo enviou ainda uma mensagem de felicitações ao papa Francisco na qual disse que apesar de 2020 ter sido um ano difícil, a Rússia e a Santa Sé mantiveram um nível de diálogo "com base na afinidade das abordagens dos problemas-chave de hoje".

O chefe do Kremlin expressou sua convicção de que a Rússia e o Vaticano têm muito a fazer para defender os valores humanistas e os princípios morais "na política mundial".

Últimas