Internacional Em nova rodada de votações, cardeais não conseguem eleger o próximo papa

Em nova rodada de votações, cardeais não conseguem eleger o próximo papa

Fumaça preta anuncia que nenhum nome atingiu dois terços dos votos nesta manhã

Em nova rodada de votações, cardeais não conseguem eleger o próximo papa

A primeira fumaça de hoje, de cor preta, foi expelida por volta das 11h40 (7h40 em Brasília)

A primeira fumaça de hoje, de cor preta, foi expelida por volta das 11h40 (7h40 em Brasília)

REUTERS/pool

Nenhum cardeal recebeu a quantidade de votos necessária para ser eleito o novo líder da Igreja Católica nas duas votações que aconteceram na manhã desta quarta-feira (13), no segundo dia do conclave que vai escolher o sucessor de Bento 16.  

O anúncio de que as votações não resultaram na escolha do próximo papa foi feito por meio da famosa fumaça que saiu de uma chaminé instalada na Capela Sistina, onde está acontecendo a reunião.

A primeira fumaça de hoje, de cor preta, foi expelida por volta das 11h40 (hora local, 7h40 em Brasília).

Ontem à tarde, após a primeira votação do conclave, a fumaça preta também anunciou que a votação não teve sucesso.

Começa segundo dia do conclave para eleger próximo papa

Conheça os cinco brasileiros que escolherão o próximo papa

Estão previstas outras duas votações para esta tarde.

A partir de hoje, devem acontecer quatro votações diárias — duas pela manhã e duas pela tarde — até que algum nome atinja uma maioria de dois terços.  

Especialistas acreditam que o novo papa seja conhecido até amanhã (14).  

Início do conclave

Os cardeais eleitores fecharam-se na Capela Sistina às 17h34 (13h34 de Brasília) de ontem. Eles chegaram à capela em uma procissão, cantando e rezando, a partir da Capela Paulina, onde estiveram reunidos minutos antes.

Mais cedo, foi realizada uma missa com a presença de milhares de fiéis, na Basílica de São Pedro.  

Após a chegada dos cardeais, as pessoas alheias ao conclave abandonaram a Capela Sistina para o início da reunião, deixando-os sozinhos e completamente isolados do mundo.

Foi, então, pronunciado o "Extra Omnes" (Fora todos!), e as grandes portas da capela foram fechadas.  

Candidatos

Sem um favorito claro, analistas citam vários nomes, como o italiano Angelo Scola, o brasileiro Odilo Scherer, o canadense Marc Ouellet e o americano Timothy Dolan.

Mas também apontam que, se o conclave levar mais tempo do que o estimado, existe a possibilidade de que algum nome que não figurou entre os favoritos acabe como o eleito, lembrando o ditado de Roma: "Quem entra papa no conclave, sai cardeal".

Bento 16 ficou em estado de choque após ser eleito papa em 2005

Segurança é reforçada no Vaticano para realização de conclave

Nos últimos cem anos, no entanto, nenhum conclave superou cinco dias.

Há oito anos, Bento 16, que renunciou inesperadamente em 28 de fevereiro por "falta de forças", foi eleito no segundo dia, após quatro votações.

    Access log