Internacional Emir do Kuwait morre após 2 meses de tratamento médico nos EUA

Emir do Kuwait morre após 2 meses de tratamento médico nos EUA

Sabah al Ahmad al Sabah tinha 91 anos e foi transferido para um hospital norte-americano após uma cirurgia em seu país

  • Internacional | Da EFE

Al Sabah estava no poder desde 2006

Al Sabah estava no poder desde 2006

EFE/EPA/NOUFAL IBRAHIM

O emir do Kuwait, Sabah al Ahmad al Sabah, morreu nesta terça-feira (29), aos 91 anos, nos Estados Unidos, para onde viajou em julho para receber tratamento médico após ser submetido a uma operação no reino, anunciou a corte real.

O ministro de assuntos da corte real leu um comunicado na televisão nacional, que suspendeu a transmissão normal minutos antes para começar a transmitir versos do Corão.

"Com grande tristeza e pesar, anunciamos ao povo do Kuwait, às nações árabes e muçulmanas, e a todos os povos amigos do mundo, a morte do emir do Estado do Kuwait que se mudou para o lado de Deus", leu o ministro com um semblante sério.

Sabah assumiu o trono em janeiro de 2006, dando certa abertura ao Kuwait e atuando como mediador em várias crises no golfo Pérsico, mas morreu sem ter resolvido a tensão entre os vizinhos Arábia Saudita, Emirados Árabes e Bahrein, de lado, e o Catar, do outro.

Enquanto no poder, o emir sofreu vários problemas de saúde, mas as doenças sempre foram cuidadosamente mantidas em sigilo pelo tribunal e pelos meios de comunicação oficiais.

Em 23 de julho, o emir viajou a Washington para receber tratamento médico, após ter sido submetido a uma operação "bem-sucedida" no Kuwait dias antes, disse a corte real do Kuwait à época.

Sabah havia delegado algumas funções "constitucionais" temporariamente ao príncipe herdeiro, o seu irmão Nawaf al Ahmad al Jaber al Sabah. Apesar da idade avançada e do delicado estado de saúde do emir, a corte não mencionou nada relacionado à sucessão nos últimos meses.

Últimas