Equipe de Trump removeu avisos de distanciamento antes de comício

Vídeo obtido pelo Washington Post mostra funcionários arrancando adesivos dos assentos da arena horas antes do começo do evento

Distanciamento não foi respeitado em comício

Distanciamento não foi respeitado em comício

Leah Millis/Reuters - 20.6.2020

Membros da equipe de Trump removeram adesivos que determinavam distanciamento social horas antes do comício em Tulsa, Oklahoma, no último domingo, segundo a CNN neste domingo (28).

Em um vídeo obtido pelo Washington Post, dois homens de terno e máscara que faziam parte da equipe são vistos removendo os adesivos que diziam “Por favor, não sente aqui”.

Segundo os gerentes do Bank of Oklahoma Center, onde o comício aconteceu, eles haviam comprado 12 mil adesivos para garantir o distanciamento social e a segurança dos frequentadores do espaço em tempos de coronavírus.

Uma fonte anônima contou ao Post que membros da equipe do presidente pediram que os adesivos fossem retirados no dia do comício, até o meio da tarde, antes do público chegar. O BOK tem 19 mil assentos.

Em vídeos e fotos do comício é possível ver que os frequentadores não respeitaram as regras de distanciamento social e se amontoaram perto do palco em que o presidente estava. Apesar dos 19 mil assentos disponíveis, apenas 6 mil pessoas compareceram ao evento.

O diretor de comunicação da campanha de Trump, Tim Murtaugh, disse à CNN que todas as medidas de precaução foram tomadas para manter o evento seguro.

“O comício estava de acordo com os requerimentos locais. Também, todos os participantes do comício tiveram a temperatura checada antes de entrarem, receberam uma máscara e tinha amplo acesso à higienizadores de mãos”, informou.