Internacional Equipes correm contra o tempo para salvar 36 operários na Índia

Equipes correm contra o tempo para salvar 36 operários na Índia

Homens estão presos em um túnel de hidrelétrica em construção que foi inundada após o rompimento de duas barragens

  • Internacional | Do R7

Stringer / Reuters - 8.2.2021

Cerca de 500 pessoas seguem trabalhando em uma tentativa de resgatar 36 operários que ficaram presos em um túnel na construção de uma hidrelétrica no estado de Uttarakhand, no norte da Índia, depois que a área foi inundada pela água de dois reservatórios que estouraram no último domingo. A principal preocupação é que eles possam sofrer hipotermia e falta de oxigênio.

Leia também: Rompimento de barragens na Índia pode ser resultado de avalanche

Além disso, outros seis corpos foram recuperados em rios que passam pela área que foi alagada, elevando o total de mortos na tragédia para 32. Outras 174 pessoas estão desaparecidas na região.

Resgate complicado

Segundo o jornal Times Of India, a temperatura na superfície da região onde aconteceu a tragédia tem variado entre 6°C e 7°C e cai ainda mais dentro dos túneis. Até o momento, as equipes de resgate conseguiram avançar apenas 128 metros dentro da estrutura, que tem cerca de 1,6 km de extensão.

O túnel, de 7,6m de altura por 7,6m de largura, ficou completamente preenchido de destroços após a inundação. Ele serviria para levar água do reservatório até o gerador da hidrelétrica de Tapuvan-Vishnogad, que estava em contrução.

O que ainda dá esperança de um resgate bem-sucedido é que o túnel faz uma curva de 90 graus a cerca de 180 metros da entrada, o que pode ter evitado que toda a extensão fosse preenchida por lodo e destroços. Além disso, no topo da parede formada pelos detritos há aberturas que podem permitir a entrada de oxigênio no local.

Últimas