Internacional Erdogan apoia nova eleição em Istambul devido a 'corrupção'

Erdogan apoia nova eleição em Istambul devido a 'corrupção'

A Alta Comissão Eleitoral determinou um novo pleito para Istambul no dia 23 de junho e invalidou a eleição de 31 de março, que a oposição tinha vencido

Decisão foi contestada por outros países

Decisão foi contestada por outros países

Assessoria de Imprensa do Gabinete Presidencial/Divulgação via REUTERS - 7.5.2019

O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse nesta terça-feira (7) que a decisão de realizar uma nova eleição municipal em Istambul é um passo importante para fortalecer a democracia, descrevendo a votação de março como maculada pela "corrupção organizada" e pela ilegalidade.

Na segunda-feira (6), a Alta Comissão Eleitoral determinou um novo pleito para Istambul no dia 23 de junho e invalidou a eleição de 31 de março, que o candidato do partido de Erdogan perdeu – uma medida que levou a oposição a falar em ditadura.

"Vemos isto como um passo importante para fortalecer nossa democracia", disse Erdogan a parlamentares de seu partido AKP no Parlamento. "Acreditamos que houve corrupção organizada e plena ilegalidade na eleição municipal de Istambul."

A lira turca despencou diante do dólar após a decisão eleitoral, elevando suas perdas a 14% neste ano. Investidores temem a incerteza política e líderes empresariais criticaram a medida.

Erdogan disse que a Turquia enfrenta uma sabotagem econômica e prometeu conter os ataques à economia. "Então o que faremos? De agora em diante, faremos o que fizemos com terroristas."

Os aliados ocidentais de Ancara também expressaram receio com a anulação do pleito. O ministro das Relações Exteriores alemão, Heiko Maas, disse que a decisão não foi nem transparente nem compreensível.