Novo Coronavírus

Internacional Espanha diz que fará o necessário para controlar a covid em Madri

Espanha diz que fará o necessário para controlar a covid em Madri

Governo regional tomará medidas 'mais drásticas' para impedir o avanço do novo coronavírus 'na linha de confinamentos seletivos'

  • Internacional | Da EFE

Autoridades descartaram estado de alarme na capital

Autoridades descartaram estado de alarme na capital

Toni Galán / EFE - 9.8.2020

O ministro da Saúde da Espanha, Salvador Illa, pediu para que as autoridades da região de Madri a fazerem "o que for preciso" para controlar a expansão da pandemia do novo coronavírus no território, embora tenha descartado a decretação do estado de alarme.

"É preciso fazer o que for preciso para controlar a situação em Madri. É preciso tomar as medidas necessárias para estarmos em um cenário de controle de uma pandemia", disse o ministro, em entrevista à rádio espanhola RNE.

A Comunidade de Madri acumula um terço das novas infecções, e ontem sofreu uma recuperação nas últimas 24 horas, com um aumento de 64%, com o consequente aumento da pressão sobre os hospitalar, já que a região tem 22% da leitos hospitalares com pacientes com covid-19, em comparação com 8,5% da média nacional.

Diante desses números, o governo regional de Madri tomará medidas "mais drásticas" para impedir o avanço do novo coronavírus "na linha de confinamentos seletivos" nas áreas de maior incidência, bem como restrições à mobilidade e concentração de pessoas, anunciadas ontem pelo vice-ministro da Saúde Pública e do Plano covid-19 da Comunidade de Madri, Antonio Zapatero.

Illa espera que a Comunidade de Madri comece ainda hoje estas medidas concretas, que não quis antecipar, embora não tenha descartado nenhuma e assinalou que "é preciso fazer o que for conveniente e necessário para controlar a situação".

Questionado sobre a possibilidade de decretar estado de alarme nesta comunidade, Illa acredita que "há um percurso prévio antes de chegar lá", embora seja uma medida planejada que pode ser adotada "caso necessário"

Últimas