Coronavírus

Internacional Espanha estuda retomar restrições por aumento de casos entre jovens

Espanha estuda retomar restrições por aumento de casos entre jovens

Nova onda de casos de covid faz autoridades espanholas pensarem em adotar medidas em estabelecimentos de vida noturna

Agência EFE
Aumento de contágios entre jovens preocupa as autoridades espanholas

Aumento de contágios entre jovens preocupa as autoridades espanholas

EFE/Cati Cladera

O aumento dos contágios entre os jovens da Espanha, que coloca este grupo em risco extremo em relação à covid-19, levou as autoridades a propor que algumas restrições sejam retomadas, especialmente aquelas relacionadas com a vida noturna.

A incidência da doença subiu para 204 casos por 100 mil habitantes na população como um todo, com forte aumento de 51 pontos em relação à última sexta-feira, dentro de um nível de risco considerado alto, segundo dados do Ministério da Saúde espanhol.

No entanto, a incidência nas faixas etárias dos menores de 30 anos atingem o risco extremo, ficando acima de 250 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias.

Entre 12 a 19 anos a incidência é de 584 casos, enquanto entre 20 a 29 chega a 640 no país como um todo, sendo que em algumas regiões ultrapassa 1.000, segundo o ministério.

O diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências de Saúde da Espanha, Fernando Simón, disse em entrevista coletiva em Madri que esses dados não são "nada bons" e qualificou a situação como "complicada".

Por outro lado, destacou que "pelo menos (a situação) não se refletiu nos parâmetros de gravidade" em termos de ocupação hospitalar, principalmente nas unidades de terapia intensiva.

A ocupação nas UTIs é de 6,7% e a pressão hospitalar de 2,2%, apenas alguns décimos a mais do que na última sexta-feira em ambos os casos.

Diante do aumento das infecções entre os jovens, várias regiões espanholas, como Catalunha (nordeste) e Navarra (norte), planejam retomar as restrições que haviam sido flexibilizadas há algumas semanas, especialmente na vida noturna, com medidas como a antecipação dos horários de fechamento de bares e restaurantes.

A Espanha já registrou 80.934 mortes por covid-19 e 3.866.475 infecções desde o início da pandemia, enquanto tem pouco mais de 40% da população com o esquema vacinal completo, o equivalente a 19 milhões de pessoas, e quase 56%, mais de 26 milhões de pessoas, com pelo menos uma dose.

Últimas