Menino no poço: o resgate de Julen
Internacional Espanha: menino que caiu em poço morreu por traumatismo na cabeça

Espanha: menino que caiu em poço morreu por traumatismo na cabeça

Segundo autópsia, Julen Rosello sofreu dois traumatismos em consequência da queda: um na base do crânio e outro na lateral esquerda da cabeça

Resgate no poço

Julen Rosello foi a óbito por volta das 13h50 do horário local

Julen Rosello foi a óbito por volta das 13h50 do horário local

REUTERS/Jon Nazca/20.01.2019

Julen, o menino de dois anos que caiu em um poço na região de Málaga, na Espanha, no último dia 13 de janeiro, morreu em decorrência da queda. A conclusão é da autópsia definitiva, segundo informações divulgadas pelo jornal espanhol El País nesta segunda-feira (15).

O documento ainda revela que Julen Rosello foi a óbito por volta das 13h50 do horário local, poucos minutos após cair na abertura de aproximadamente 25 cm de largura e 70 metros de profundidade. O texto foi assinado por quatro médicos e conta com 25 páginas, de acordo com o El País.

Ainda segundo a autópsia, o menino sofreu dois traumatismos em consequência da queda no poço: um na base do crânio e outro na lateral esquerda da cabeça.

O acidente de Julen aconteceu durante um passeio que a família fazia em uma região montanhosa perto do vilarejo de Totalán. Especialistas trabalharam dia e noite em túneis escavados paralelamente ao poço e as operações de salvamento envolveram 300 profissionais. O corpo da criança foi encontrado na madrugada do dia 26 de janeiro.