Novo Coronavírus

Internacional Espanha prolonga limitações de viagens do Brasil e mais 2 países

Espanha prolonga limitações de viagens do Brasil e mais 2 países

Por conta de variante do coronavírus, países de origem de novas cepas não podem entrar em território espanhol até 2 de março

Espanha mantém restrições de viagens do Brasil até março

Espanha mantém restrições de viagens do Brasil até março

Emilio Naranjo/EFE - 03.02.2021

O governo espanhol anunciou, nesta terça-feira (9), que as restrições impostas aos voos procedentes do Reino Unido, Brasil e África do Sul serão prolongadas até 2 de março, diante dos temores persistentes ligados às variantes do coronavírus.

O Executivo espanhol decidiu uma "prorrogação para a limitação de voos tanto procedentes do Reino Unido, como do Brasil e África do Sul" por duas semanas, anunciou a ministra da Saúde, Carolina Darias, em coletiva de imprensa após o conselho de ministros.

Assim como outros países, a Espanha suspendeu no final de dezembro a chegada de passageiros do Reino Unido, exceto espanhóis e residentes no país, devido à expansão da variante britânica, mais contagiosa.

No início de fevereiro, anunciou uma estrita limitação das chegadas do Brasil e África do Sul, pelas variantes detectadas nesses países.

Podem entrar apenas passageiros procedentes desses países com nacionalidade ou residência na Espanha e Andorra. Uma exceção é para os passageiros em trânsito, mas sem que possam sair do aeroporto ou permanecer mais de 24 horas.

As variantes detectadas no Reino Unido, África do Sul e Brasil preocupam a comunidade internacional, que se questiona sobre sua contagiosidade e a eficácia das vacinas contra elas.

A variante britânica se espalhou na Espanha, segundo o Ministério da Saúde, com 479 casos confirmados. Esse valor, no entanto, está subestimado, já que as autoridades de saúde estimam que essa variante pode ser majoritária na Espanha para o mês de março.

Além disso, foi detectado um caso da variante brasileira e dois da sul-africana.

A Espanha, um dos países europeus mais afetados pela pandemia do coronavírus, contabiliza mais de 62.000 mortes e quase 3 milhões de casos da doença.

Últimas