Especialista explica o que muda depois do Brexit

O Reino Unido têm cerca de 40% do seu comércio exterior com a União Europeia, e isso obrigará o país a fazer novos acordos comerciais

Digite a legenda da foto aqui

Digite a legenda da foto aqui

Yves Herman / Pool via EPA - EFE - 29.1.2020

Após meses de polêmica, o Reino Unido deixará a União Europeia nesta sexta-feira (31). Em uma das últimas reuniões no Parlmento Europeu, os representantes do Reino Unido chegaram a entrar em atrito com a presidente ao levantar bandeiras da região.

Brexit: Reino Unido fora da União Europeia

De acordo com professor de Relações Internacionais da USP, Kai Enno Lehmann na ocasião da criação da União Europeia o Reino Unido não aceitou utilizar uma moeda comum. O país continuou usando a libra e continuará utilizando. 

Para o especialista, o Reino Unido poderá sair perdendo após o 'divórcio' se levar em conta as relações econômicas e influência política. "Quem vai sair melhor é a União Europeia porque é uma potência econômica", ressalta. 

O Reino Unido têm cerca de 40% do seu comércio exterior com o bloco econômico, e isso poderá afetar as contas já o país deverá negociar novos acordos econômicos, 'o que pode levar anos', conforme explica o professor.

Assista à íntegra da entrevista com Kai Enno Lehmann