Estado Islâmico

Internacional Estado  Islâmico mata 300 civis e sequestra outros 400 em cidade na Síria

Estado  Islâmico mata 300 civis e sequestra outros 400 em cidade na Síria

Ataques aconteceram em  Deir al-Zor, região controlada pelo governo sírio

Reuters
Terroristas do Estado Islâmico sequestraram civis em Deir al-Zor

Terroristas do Estado Islâmico sequestraram civis em Deir al-Zor

Reprodução/ The Independent

Militantes do Estado Islâmico sequestraram ao menos 400 civis no sábado (16) ao atacarem áreas controladas pelo governo na cidade de Deir al-Zor, no leste da Síria, disseram grupos de monitoramento.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse neste domingo que os familiares dos combatentes pró-governo estavam entre os sequestrados.

“Há um medo genuíno pela vida deles, há um temor de que o grupo possa executá-los como já fizeram em outros locais”, disse o diretor do Observatório, Rami Abdulrahamn.

Deir al-Zor é a principal cidade na província de mesmo nome. Ela conecta a capital de fato do Estado Islâmico, a cidade síria de Raqqa, com o território controlado pelo grupo militante no vizinho Iraque.

A agência estatal Síria SANA disse hoje (17)  mais cedo que ao menos 300 pessoas, incluindo mulheres e crianças, foram mortos durante os ataques em Deir al-Zor, mas não mencionaram as pessoas raptadas.

O Ministério de Relações Exteriores do Brasil divulgou nota lamentando os ataques na Síria. "O Governo brasileiro condena, nos mais fortes termos, todo ato de terrorismo, a intolerância religiosa e o recurso à violência indiscriminada, praticados sob qualquer pretexto contra populações civis", diz a nota.

Últimas