Internacional Estados Unidos espionaram mais de 60 milhões de ligações na Espanha, diz jornal

Estados Unidos espionaram mais de 60 milhões de ligações na Espanha, diz jornal

Embaixador norte-americano foi convocado hoje para prestar esclarecimentos

Estados Unidos espionaram mais de 60 milhões de ligações na Espanha, diz jornal

Matéria no jornal El Mundo é assinada pelo jornalista Glenn Greenwald

Matéria no jornal El Mundo é assinada pelo jornalista Glenn Greenwald

Sergio Moraes/Reuters

A Agência de Segurança Nacional (NSA) americana espionou 60 milhões de ligações telefônicas na Espanha entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013, afirma o jornal espanhol El Mundo.

O embaixador dos Estados Unidos foi convocado nesta segunda-feira (28) a comparecer à chancelaria espanhola. Segundo um documento apresentado como procedente do ex-analista da NSA Edward Snowden e publicado pelo jornal, a agência "espionou 60,5 milhões de ligações telefônicas na Espanha, entre 10 de dezembro de 2012 e 8 de janeiro de 2013".

Segundo o jornal, a NSA "não registra o conteúdo das chamadas, e sim o número de série dos aparelhos que se comunicam, o local onde estão, o número de telefone dos 'SIM cards' usados e a duração da ligação".

O embaixador dos Estados Unidos, James Costos, foi convocado a dar explicações sobre as supostas escutas de autoridades espanholas reveladas na sexta-feira pela imprensa.

Na semana passada, várias notícias destacaram as atividades de espionagem americanas contra 35 líderes mundiais.

Funcionário da Inteligência brasileira é exonerado após acusação de colaborar com a CIA

França e Alemanha pedem aos EUA novas regras sobre espionagem

Espionagem ameaça líderes políticos que usam celulares pessoais