EUA: 2,9 milhões pediram seguro-desemprego na última semana

A quantidade supera a previsão dos especialistas para o período encerrado em 9 de maio, que era de 2,5 milhões de solicitações

O índice de desemprego nos EUA saltou para 14,7%

O índice de desemprego nos EUA saltou para 14,7%

Nick Oxford/Reuters

O Departamento de Trabalho dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira (14) que mais de 2,9 milhões de pessoas pediram seguro desemprego na semana passada, o que eleva o total nas últimas sete semanas para 37 milhões.

A quantidade supera a previsão dos especialistas para o período encerrado em 9 de maio, que era de 2,5 milhões de solicitações.

O principal impacto em postos de trabalho nos EUA é registrado no setor do comércio, mas toda a economia do país está sofrendo as consequências da pandemia da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com o Departamento de Trabalho, a média de solicitações nas últimas quatro semanas é de 3,61 milhões, inferior a medição anterior, que foi de 4,18 milhões.

Na semana concluída em 2 de maio, havia 22,83 milhões de pessoas que recebiam prestações do seguro desemprego, o que representa 15% da força de trabalho dos Estados Unidos.

Na última semana, o Departamento de Trabalho divulgou que o índice de desemprego no país saltou para 14,7%, um patamar que não era alcançado desde a Crise de 29, que gerou profunda recessão na economia americana.