EUA antecipam restrição de entrada a passageiros vindos do Brasil

Medida passa a valer a partir das 2h da próxima quarta-feira (27) , segundo alteração no decreto de Trump, divulgada pela Casa Branca

A partir de quarta-feira, passageiros vindos do Brasil não entrarão nos EUA

A partir de quarta-feira, passageiros vindos do Brasil não entrarão nos EUA

Fernando Bizerra / EFE - 25.5.2020

Os Estados Unidos anteciparam, da próxima sexta-feira para a madrugada de quarta-feira (27), a implementação da proibição de entrada de viajantes provenientes do Brasil, de acordo com uma emenda à decisão do presidente do país, Donald Trump, que havia sido divulgada ontem pela Casa Branca.

A nova medida altera a data efetiva da suspensão da entrada de "imigrantes, não-imigrantes e certas pessoas adicionais que representem um risco de transmissão do novo coronavírus 2019", segundo o texto assinado por Trump. A proibição vale por tempo indeterminado, podendo ser modificada novamente a qualquer momento.

Leia também: OMS diz que curvas do coronavírus no Brasil são alarmantes

"Esta proclamação entra em vigor às 23h59, Hora Padrão do Leste (1h59 de quarta-feira em Brasília), de 26 de maio de 2020", diz a emenda, que esclarece que o veto não é válido para pessoas a bordo de um voo para os EUA que tenha embarcado antes dessa hora.

Medida vale para todos, menos norte-americanos

A porta-voz da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse em comunicado no domingo que a medida afeta pessoas que estiveram no Brasil 14 dias antes de tentarem entrar em território americano, mas "não se aplica ao fluxo de comércio entre os Estados Unidos e o Brasil".

A proibição não afeta cidadãos americanos e residentes permanentes legais no EUA, assim como outros que atendam a algumas das exceções previstas pelo governo Trump.