Novo Coronavírus

Internacional EUA: Califórnia supera 400 mil casos de covid-19 e pode passar NY

EUA: Califórnia supera 400 mil casos de covid-19 e pode passar NY

Se a Califórnia fosse um país, estaria em quinto no mundo em número de casos de covid-19, atrás apenas de Estados Unidos, Brasil, Índia, e Rússia

A Califórnia é o estado mais populoso e chegou a registrar mais de 400 mil casos de covid

A Califórnia é o estado mais populoso e chegou a registrar mais de 400 mil casos de covid

Mike Blake/Reuters - 25.6.2020

A Califórnia se tornou o segundo Estado depois de Nova York a reportar mais de 400 mil casos de covid-19 nos Estados Unidos, de acordo com dados de uma contagem da Reuters.

Leia mais: Califórnia volta a fechar comércios para conter coronavírus

O Estado mais populoso dos EUA chegou a 400.166 casos da doença, chegando muito perto de superar Nova York - epicentro original da epidemia no país - com o número mais alto de infecções desde a detecção do primeiro caso em janeiro.

No atual cenário, se a Califórnia fosse um país, estaria em quinto no mundo em número de casos de covid-19, atrás apenas de Estados Unidos, Brasil, Índia, e Rússia. Nova York tem no momento 412.800 casos, com média de 700 novos casos sendo registrados por dia em julho, enquanto a Califórnia apresenta uma alta de 8.300 novos casos diários em média.

Desde a explosão de casos no início do ano, Nova York conseguiu controlar o vírus e reportou na segunda-feira o menor número de hospitalizações nos últimos quatro meses.

Na semana passada, o governador da Califórnia, Gavin Newson, recuou em alguns dos planos de reabertura do Estado ao anunciar o fechamento de lugares internos que atraem aglomerações, como bares, restaurantes, cinemas, zoológicos e museus. Ele também decretou o fechamento de academias, igrejas e salões de beleza nos 30 condados mais atingidos.

Newsom também publicou uma polêmica orientação na última sexta-feira para reabrir escolas em meio a um intenso debate no país sobre se é seguro enviar crianças e professores de volta às salas de aula em meio à pandemia.

Últimas