Novo Coronavírus

Internacional EUA: Cidades impõem quarentena a visitantes de outros estados

EUA: Cidades impõem quarentena a visitantes de outros estados

Para entrar em Nova York, Nova Jersey e Connecticut, moradores de cidades que se tornaram epicentro do coronavírus terão que passar por isolamento

Reuters
Visitantes terão que passar por quarentena nos EUA

Visitantes terão que passar por quarentena nos EUA

Pixabay

Os governadores de Nova York, Nova Jersey e Connecticut, antes epicentros do surto de coronavírus nos Estados Unidos, anunciaram nesta quarta-feira (24) que visitantes de estados com altas taxas de infecção devem se autoisolar por 14 dias após sua chegada.

Por enquanto, esses estados são Alabama, Arkansas, Arizona, Flórida, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Texas, Washington e Utah, disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo.

"É uma coisa inteligente a se fazer", disse o governador de New Jersey, Phil Murphy, por vídeo em uma coletiva de imprensa conjunta na cidade de Nova York.

"Nós fizemos nosso povo, nós três desses três Estados, passarem por um inferno, e a última coisa que precisamos fazer agora é sujeitar nossa população a outra rodada daquilo."

Maior aumento de casos

O anúncio vem no momento em que os Estados Unidos registraram o segundo maior aumento de casos de coronavírus desde o início da crise sanitária, com uma alta de 35.588 novas infecções na terça-feira. Uma dúzia de Estados registraram aumento nas infecções, de acordo com um levantamento da Reuters.

A Flórida teve um aumento recorde nesta quarta-feira de mais de 5.500 novos casos. Na terça-feira, Arizona, Califórnia, Mississippi e Nevada registraram saltos recordes. O Texas estabeleceu um novo recorde na segunda-feira.

Nova York conseguiu reduzir sua taxa de infecção depois de fechar boa parte das atividades econômicas.

O aumento de casos na terça-feira foi o mais acentuado desde o registro de 36.426 novas infecções em 24 de abril.

Embora os Estados Unidos parecessem ter contido o surto em maio, levando muitos Estados a suspender as restrições à atividade social e econômica, o vírus está se mudando para áreas rurais e outros lugares que não havia penetrado profundamente.

O vírus também está renovando seu surto nos Estados que abriram suas economias mais cedo para aliviar o efeito devastador do lockdown.

Últimas