Eleições EUA 2020

Internacional EUA: combate à pandemia domina debate entre candidatos a vice

EUA: combate à pandemia domina debate entre candidatos a vice

Mike Pence (Republicano) e Kamala Harris (Democrata) se enfrentaram por uma hora e meia na Universidade de Utah, na cidade de Salt Lake City

  • Internacional | Do R7

Barreira de acrílico separou os candidatos à vice-presidência dos EUA

Barreira de acrílico separou os candidatos à vice-presidência dos EUA

Morry Gash/Pool via REUTERS/07-10-2020

A atuação do governo Trump durante a pandemia de coronavírus foi o tema central do único debate entre os candidatos à vice-presidência dos EUA. Separados por uma barreira de acrílico, Mike Pence (Republicano) e Kamala Harris (Democrata) se enfrentaram durante uma hora e meia em um debate que ganhou maior relevância após Donald Trump ser diagnosticado com covid-19.

Mike Pence, atual vice-presidente, defendeu a gestão do governo Trump no combate à pandemia e afirmou que o presidente colocou a saúde do povo norte-americano em primeiro lugar desde o início. Pence disse que uma vacina deve ficar pronta até o final do ano e acusou a adversária de alimentar uma desconfiança em relação à imunização. Kamala Harris afirmou que o presidente Trump e o vice sabiam da gravidade de situação no final de janeiro, mas esconderam a verdade da população, o que resultou em mortes e na perda de milhões de empregos.

Questionado pela mediadora Susan Page, do jornal USA Today, se o povo merece saber a condição de saúde do presidente, Mike Pence afirmou que Trump foi transparente desde que soube que estava com covid-19. Kamala Harris concordou que o povo dos EUA merece saber o estado de saúde do presidente e citou a notícia divulgada pelo jornal The New York Times de que Trump pagou apenas 750 dólares em impostos no ano de 2016. Pence defendeu o presidente e disse que a notícia não é verdadeira.

A relação com a China também causou divergências entre os dois candidatos. Pence voltou a acusar o país asiático de causar a pandemia e defendeu a atitude de Trump de fechar as fronteiras para os chineses para evitar a propagação do vírus. A candidata democrata afirmou que a China não deve ser tratada como adversária e que o presidente Xi Jinping é mais respeitado no mundo do que Donald Trump.

SITUAÇÃO ECONÔMICA E EMPREGOS

Outro tema do debate que causou atrito entre os candidatos. Kamala Harris disse que o governo Trump foi um desastre e afirmou que Biden mede a força da economia dos EUA pela quantidade de pessoas empregadas, enquanto o atual presidente avalia pela situação dos mais ricos. A senadora pela Califórnia afirmou que Biden irá investir em infraestrutura, educação e ciência, algo que foi abandonado pelo atual governo.

Mike Pence disse que Joe Biden irá aumentar os impostos, que no atual governo a renda média das famílias norte-americanas cresceu 4% e acrescentou que Trump irá reformular o Obamacare. O candidato republicano afirmou que Biden quer acabar com o fracking, que é um método de extração de combustíveis fósseis. Kamala Harris negou essa possibilidade e disse que Biden não irá aumentar os impostos de quem ganha menos de 400 mil dólares por ano.

MUDANÇA CLIMÁTICA

Assim como aconteceu no debate entre Donald Trump e Joe Biden, os candidatos à vice-presidência dos EUA discordaram da maneira como o país tem lidado com a questão ambiental. Pence reforçou a posição do governo de sair do Acordo de Paris e que voltar acabará com milhares de empregos. Kamala Harris defende o Acordo e acusou Trump de negar a ciência e os efeitos causados pelo aquecimento global.

SUPREMA CORTE E QUESTÃO RACIAL

A indicação de Amy Coney Barrett à Suprema Corte também causou discordância entres os candidatos. Pence elogiou a juíza, defendeu que Trump faça a nomeação ainda este ano e acusou os democratas de quererem aumentar as vagas na Corte para colocarem magistrados liberais. Harris afirmou que a indicação para a vaga de Ruth Bader Ginsburg deve ser feita pelo próximo presidente.

Sobre os conflitos raciais que ocorreram nos EUA nos últimos meses, a democrata acusou Trump de defender supremacistas brancos, afirmou que os protestos são legítimos e disse que Biden irá proibir a técnica de sufocamento que causou a morte de George Floyd. Pence afirmou que Trump sempre condenou supremacistas brancos e que os protesto recentes foram violentos e destrutivos. O vice-presidente disse que não há racismo estrutural nos Estados Unidos e na polícia.

Na próxima semana, no dia 15 de outubro, Donald Trump e Joe Biden vão participar do segundo debate, em Miami, na Flórida. No dia 22 de outubro, o último debate entre os candidatos à presidência dos EUA ocorrerá na cidade de Nashville, no Tennessee.

Últimas