Internacional EUA concluem que forças de Assad usaram armas químicas na Síria

EUA concluem que forças de Assad usaram armas químicas na Síria

A conclusão da inteligência americana pode pressionar Washington a responder agressivamente ao governo sírio

EUA concluem que forças de Assad usaram armas químicas na Síria

Agências de inteligência dos Estados Unidos concluíram que as forças do presidente sírio, Bashar al Assad, usaram armas químicas em pequena escala contra os combatentes rebeldes na guerra civil da Síria, afirmou a Casa Branca nesta quinta-feira (13).

A avaliação foi divulgada depois que o presidente norte-americano, Barack Obama, pediu provas conclusivas após analistas de inteligência dos Estados Unidos terem determinado no início deste ano que armas químicas provavelmente haviam sido usadas.

ONU eleva número de mortos na Síria a "pelo menos" 93 mil pessoas

Confrontos entre milicianos pró-Assad e rebeldes matam 60 xiitas na Síria

Após importante vitória, exército sírio se prepara para atacar Homs e Aleppo

A conclusão da inteligência pode pressionar Washington a responder agressivamente ao fato de Assad ter cruzado o que o próprio Obama chamou de uma "linha vermelha". Segundo a Casa Branca, o presidente vai consultar na próxima semana seus parceiros do G8 sobre a situação da Síria.

"Após uma revisão deliberativa, a nossa comunidade de inteligência conclui que o regime de Assad usou armas químicas, incluindo o agente nervoso sarin, em pequena escala contra a oposição várias vezes no ano passado", disse a repórteres o vice-conselheiro de segurança nacional de Obama, Ben Rhodes.

"A nossa comunidade de inteligência tem grande confiança nessa avaliação devido a múltiplos fluxos independentes de informação", disse ele.

"A comunidade de inteligência estima que de 100 a 150 pessoas morreram em decorrência de ataques detectados com armas químicas na Síria até o momento, no entanto os dados de vítimas são provavelmente incompletos."

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia