Novo Coronavírus

Internacional EUA doarão 6 milhões de vacinas para Brasil e América Latina

EUA doarão 6 milhões de vacinas para Brasil e América Latina

Pelo menos 80 milhões de doses serão entregues ao Covax para serem distribuídas para América Latina, Ásia e África

  • Internacional | Da EFE

EUA confirma doação de 80 milhões de vacinas anticovid ao exterior

EUA confirma doação de 80 milhões de vacinas anticovid ao exterior

Pixabay

As primeiras 25 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 que os Estados Unidos compartilharão com outros países serão destinadas a várias regiões, incluindo seis milhões de doses para a América Latina.

Em comunicado, o presidente dos EUA, Joe Biden, anunciou que ao menos 75% dessas doses, quase 19 milhões, serão distribuídas através do consórcio Covax, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Cerca de sete milhões de doses serão destinadas à Ásia, cinco milhões irão para a África e mais de seis milhões serão enviadas a países parceiros dos EUA.

"Enquanto esta pandemia se prolongar em qualquer parte do mundo, o povo americano continuará sendo vulnerável, e os EUA estão comprometidos a oferecer a mesma urgência aos esforços internacionais de vacinação que temos demonstrado em casa", explicou Biden na nota.

O mandatário afirmou que os EUA não compartilham essas doses "para obter favores ou concessões", e sim para salvar vidas e "liderar o mundo rumo ao fim da pandemia".

Esta será a primeira vez que os EUA compartilharão com o resto do mundo vacinas aprovadas para uso interno - de Moderna, Pfizer e Johnson & Johnson -, já que anteriormente anunciaram o envio de 60 milhões de doses da AstraZeneca entre maio e junho, mas ainda não receberam a autorização das autoridades americanas competentes.

Estas 25 milhões de doses fazem parte das 80 milhões que os EUA pretendem compartilhar com outros países nas próximas semanas.

Últimas