Reino Unido

Internacional EUA e Reino Unido acusam talibãs de massacrar dezenas de civis

EUA e Reino Unido acusam talibãs de massacrar dezenas de civis

Acusações acontecem após divulgação de um relatório da Comissão Independente de Direitos Humanos do Afeganistão

AFP
EUA e Reino Unido acuam talibãs de crimes de guerra no Afeganistão

EUA e Reino Unido acuam talibãs de crimes de guerra no Afeganistão

Asghar ACHAKZAI / AFP

Estados Unidos e Reino Unido acusaram os talibãs, nesta segunda-feira (2), de terem cometido "crimes de guerra", acusando-os de "massacrar civis" na cidade de Spin Boldak, no sul do Afeganistão, perto da fronteira com o Paquistão.

"Em Spin Boldak, Kandahar, os talibãs massacraram dezenas de civis em assassinatos por vingança. Estes assassinatos podem constituir crimes de guerra. Devem ser investigados, e os combatentes, ou chefes talibãs responsáveis, devem prestar contas", declararam as embaixadas de ambos os países em Cabul, em termos similares, em suas respectivas contas do Twitter.

Leia mais: Bombeiros gregos ainda enfrentam dois grandes incêndios

"A liderança dos talibãs deve ser considerada responsável pelos crimes de seus combatentes. Se você não é capaz de controlar seus combatentes agora, não tem nada a fazer com o governo depois", consideraram as duas embaixadas.

As acusações surgem na esteira da divulgação de um relatório da Comissão Independente de Direitos Humanos do Afeganistão (AIHRC), um órgão público.

Em seu informe, o AIHRC diz que "descobriu que, depois de tomar o distrito de Spin Boldak, os talibãs procuraram e identificaram autoridades dos governos anteriores e atuais e mataram pessoas que não tinham qualquer papel combatente".

A Comissão afirma que identificou 40 pessoas assassinadas pelos talibãs neste distrito, mas, "segundo certas alegações, que não puderam ser imediatamente verificadas, seu número pode ser maior".

Leia mais: Entenda os motivos históricos da crise política e econômica no Haiti

Os insurgentes também adotaram represálias contra os moradores que acolheram as forças afegãs durante uma tentativa fracassada de reconquistar o distrito, em particular, saqueando suas casas.

Ainda segundo a Comissão, civis também foram mortos por "motivos pessoais" e por "conflitos passados". Para o órgão, estes assassinatos cometidos pelos talibãs no distrito de Spin Boldak são uma clara violação do direito internacional humanitário e podem constituir crimes de guerra.

Últimas