Novo Coronavírus

Internacional EUA: enfermeira recebe alta após 9 meses internada com covid-19

EUA: enfermeira recebe alta após 9 meses internada com covid-19

Funcionária de hospital de Miami foi diagnosticada com o novo coronavírus em março e chegou a receber alta em julho, mas teve sequelas graves

  • Internacional | Da EFE

Funcionária de hospital em Miami ficou internada desde março na unidade

Funcionária de hospital em Miami ficou internada desde março na unidade

Cristobal Herrera / EFE - EPA - Arquivo

Uma enfermeira do Hospital Jackson Memorial de Miami, nos Estados Unidos, recebeu alta após vencer uma longa batalha contra o novo coronavírus durante nove meses, dois deles internada na unidade de terapia intensiva (UTI), segundo a imprensa local.

Leia também: EUA batem recorde diário de casos de covid-19 pelo 2º dia seguido

Rosa Felipe, de 41 anos e técnica da unidade de eletroencefalografia do hospital, voltou a se encontrar com a família na terça-feira, após receber alta. Ela havia contraído a covid-19 em março e, como sofria de asma e diabetes, sua condição piorou rapidamente.

"Milagre ambulantw"

"Sou um milagre ambulante. Os efeitos são reais. Mas o que é mais real é o amor que recebi aqui, a dedicação dos médicos e da equipe. Acho que não teria chegado tão longe se não estivesse neste centro de reabilitação", disse à imprensa ao deixar o hospital onde trabalhava há 15 anos e onde teve que ser intubada.

A enfermeira passou dois meses na UTI, onde recebeu tratamento para o coração e os pulmões. Ao longo de todo esse tempo, os dedos da mão direita ficaram pretos, e os médicos acreditam que ela provavelmente perderá a ponta dos dedos.

Embora tenha recebido alta médica em junho, Rosa Felipe precisou voltar ao hospital imediatamente por causa de uma úlcera hemorrágica que começou a causar septicemia. Após ser estabilizada, iniciou o caminho da recuperação, segundo os médicos.

Últimas