Internacional EUA lançam bombas contra milícias pró-iranianas na Síria

EUA lançam bombas contra milícias pró-iranianas na Síria

Pentágono disse que a ação é uma resposta aos recentes ataques contra as tropas da coalizão americana e internacional no Iraque

Ataque foi autorizado pelo presidente americano, Joe Biden

Ataque foi autorizado pelo presidente americano, Joe Biden

Pete Marovich/EFE

Os Estados Unidos bombardearam na quinta-feira (25) supostas posições das milícias pró-iranianas na Síria, o primeiro ataque ordenado pelo presidente Joe Biden desde que assumiu o cargo, segundo informações do Pentágono.

"Sob instruções do presidente Biden, as forças militares americanas realizaram esta noite ataques aéreos contra a infraestrutura utilizada por grupos militantes apoiados pelo Irã no leste da Síria", declarou Washington em comunicado.

Os EUA afirmaram que os ataques aéreos destruíram várias instalações localizadas em um posto de controle fronteiriço próximo ao Iraque e utilizadas pelo Kataib Hezbollah e outras milícias pró-iranianas.

O Pentágono disse que a ação é uma resposta aos recentes ataques contra as tropas da coalizão americana e internacional no Iraque, assim como o que definiu como ameaças contínuas a esse pessoal.

"Esta operação envia uma mensagem inequívoca: o presidente Biden agirá para proteger o pessoal dos EUA e da coalizão", frisou o Departamento de Defesa americano.

A embaixada dos EUA em Bagdá foi alvo de um ataque na última segunda-feira, quando dois foguetes Katiusha atingiram o exterior de suas instalações na chamada Zona Verde.

Uma semana antes, no dia 15, um soldado americano foi ferido e um empreiteiro foi morto em Erbil, a capital do Curdistão iraquiano, após o impacto de vários katiushas, três dos quais no aeroporto da capital.

Últimas