EUA: Membro do MS-13 é condenado a 40 anos de prisão por assassinato

Conhecido como 'Animal', membro de uma das maiores gangues dos EUA foi condenado por participar do assassinato de adolescente de grupo rival

Joel Martínez admitiu que esfaqueou adolescente para virar membro do MS-13

Joel Martínez admitiu que esfaqueou adolescente para virar membro do MS-13

Reprodução Youtube

A Justiça do estado de Massachusetts (EUA) condenou nesta terça-feira (22) um membro do MS-13, uma das maiores gangues dos EUA, a 40 anos de prisão. Joel Martínez, 23, conhecido pelo apelido de "Animal", se declarou culpado em dezembro pela morte de um adolescente de 15 anos.

Depois que cumprir suas quatro décadas na cadeia, deverá ser deportado para seu país natal, El Salvador. Martínez não tentou alegar inocência porque foi flagrado em vídeo detalhando como matou Irvin Javier de Paz Castro, como parte de um ritual de iniciação no MS-13. A prova foi gravada por um informante da polícia.

Ritual de iniciação

O crime aconteceu em 20 de setembro de 2015 na região de Chelsea, no lado leste de Boston. Martínez, então com 20 anos, buscava se tornar membro da "East Side Loco Salvatrucha", célula do MS-13 que age na região. Ele deu detalhes ao informante de como cometeu o crime, enquanto a vítima tentava fugir, e se gabou do que fez.

"Eu esfaqueei o tonto três vezes e foi lindo", disse Martínez na gravação, segundo os procuradores. "Ele me olhou e perguntou se eu faria, se eu ia esfaqueá-lo. Eu disse 'sim, a Mara (Mara Salvatrucha é o 'nome completo' do MS-13) te governa".

Em seguida, o 'Animal' passou por um ritual de iniciação, em que o novo membro é agredido com chutes e socos por membros mais velhos, enquanto o líder conta lentamente até 13.