EUA: militares trabalham há 3 dias para combater incêndio em navio

Em uma coletiva de imprensa, o almirante Philip Sobeck informou que equipes continuam combatente as chamas no USS Bonhomme Richard

Incêndio em navio está sendo combatido pelo lado de dentro e por fora

Incêndio em navio está sendo combatido pelo lado de dentro e por fora

MC3 Christina Ross/ EPA/ EFE/ 12.07.2020

Uma equipe de bombeiros e militares continua trabalhando para apagar o incêndio que atingiu o navio da Marinha dos Estados Unidos, o USS Bonhomme Richard, na base naval de San Diego, Califórnia. O fogo teria começado após uma explosão no último domingo (12).

Nesta terça-feira, o almirante Philip Sobeck, durante uma coletiva de imprensa, afirmou que não existe o risco das chamas ou do calor atingirem os tanques de combustível. "O navio é estável e a estrutura é segura", completou. 

Segundo Sobeck, os helicópteros que auxiliam no combate ao incêndio já realizaram ao menos mil derrubadas de água nas estruturas, o que está ajudando a resfriar a estrutura e possibilitando a entrada dos bombeiros.

"Ainda temos um incêndio ativo, que estamos combatendo de dentro e de fora do navio a partir de vários pontos de acesso", informou o almirante. Segundo ele, 61 pessoas tiveram ferimentos leves e precisaram de atendimento, contudo ninguém foi hospitalizado.

Philip Sobeck disse que as autoridades irão fazer uma investigação para explicar o incêndio, mas disse que a prioridade do momento é apagar o incêndio. 

Histórico

Pela manhã do domingo (12), uma explosão no navio deixou ao menos 21 pessoas feridas. O navio tem 255 metros de comprimento e possui capacidade para embarcar e desembarcar helicópteros, embarcações menores e veículos anfíbios.