Internacional EUA não planejam destruir foguete chinês em queda livre

EUA não planejam destruir foguete chinês em queda livre

Secretário de Defesa Lloyd Austin afirmou que se espera que o veículo seja destruído na reentrada e não atinja regiões habitadas

O foguete Longa Marcha 5B foi lançado no fim de abril, no sul da China

O foguete Longa Marcha 5B foi lançado no fim de abril, no sul da China

Stringer / AFP - 29.4.2021

Os Estados Unidos não têm planos de destruir o foguete chinês que está caindo fora de controle em direção à Terra, disse o secretário de Defesa norte-americano, Lloyd Austin, em uma entrevista coletiva nesta quinta-feira (6).

Leia também: Foguete chinês sai de órbita e pode atingir regiões habitadas

"Temos a capacidade de fazer muitas coisas, mas não temos um plano para derrubá-lo agora", revelou Austin aos repórteres.

Especialistas do Pentágono esperam que o foguete Longa Marcha 5B, que saiu de órbita após se separar da estação espacial de Pequim, atinja a superfície em algum momento entre sábado e domingo.

Mas é difícil prever quando e onde cairá.

"Temos esperança de que ele caia em um lugar onde não prejudique ninguém. Torcemos para que seja no oceano ou em algum lugar assim", explicou Austin, que insinuou negligência por parte da China em deixar o corpo do foguete sair da órbita.

“Eu acho que isso mostra o fato de que, para aqueles de nós que operam no domínio espacial, existem requisitos (de segurança), ou deveria haver um requisito para operar com segurança e consideração,” criticou Austin.

Precisamos "ter certeza de levar esse tipo de coisa em consideração quando planejamos e conduzimos operações" no espaço, acrescentou.

Últimas