Internacional EUA: pré-escola usa cantiga de ninar para ensinar treino contra tiroteios

EUA: pré-escola usa cantiga de ninar para ensinar treino contra tiroteios

Mãe de criança mostra no Twitter cartaz de escola infantil onde letra de cantiga é usada para 'ensinar' crianças a se proteger em caso de tiroteio

tiroteio escolar

Cartaz em escola infantil traz cantiga adaptada como treinamento contra tiroteios

Cartaz em escola infantil traz cantiga adaptada como treinamento contra tiroteios

Reprodução Twitter

Uma mãe norte-americana, moradora do estado de Massachusetts, publicou em sua conta no Twitter a foto de um cartaz da pré-escola onde matriculou seu filho. No papel, uma famosa cantiga infantil foi usada para ensinar as crianças a se protegerem em caso de tiroteio.

A coordenadora de estratégias digitais Georgy Cohen, moradora da cidade de Somerville, postou na última quarta-feira a foto abaixo, com uma versão da cantiga "Twinkle, Twinkle, Little Star" ("Brilha, brilha, estrelinha", em português), adaptada para a atual realidade dos EUA, onde apenas em 2018 já aconteceram 23 tiroteios em escolas.

"Isto não deveria estar pendurado na sala do meu futuro aluno", escreveu a mãe. Em seguida, ela diz que pressionará os congressistas em quem votou para reformar as leis de acesso às armas do país, relembrando o massacre na escola infantil de Sandy Hook, em dezembro de 2012, quando 20 crianças e 8 adultos foram mortos por um atirador.

Depois, com a repercussão da foto, que foi compartilhada milhares de vezes na rede social, ela postou mais um comentário.

"Só vou fazer mais um comentário sobre isso: a escola está fazendo exatamente o que deveria, fico feliz por isso. Meu problema é com os fatores políticos e culturais que nos trouxeram a essa triste situação. Por favor, falem com seus congressistas sobre a necessidade de reformas nas leis de armas", completou.

Letra adaptada

"Twinkle, Twinkle, Little Star" foi escrita em 1800, pela poetisa britânica Jane Taylor, e é uma das cantigas de ninar mais conhecidas do mundo. Na escola do filho de Georgy Cohen, a letra fala de 'lockdown', a expressão usada para quando uma escola é fechada em situações de emergência, como um tiroteio.

Em tradução livre, a versão da pré-escola fica:

"Tranque, tranque, tranque a porta

Desligue as luzes, fique quieto

Vá para trás da escrivaninha e se esconda, espere até ficar seguro

Tranque, tranque, já acabou, já é hora de brincar de novo".