Era Trump

Internacional EUA: sai a primeira sentença de prisão para um invasor do Capitólio

EUA: sai a primeira sentença de prisão para um invasor do Capitólio

Paul Hodgkins participou da invasão do Congresso em 6 de janeiro com outros apoiadores de Trump e pegou 8 meses de detenção

AFP
Sede do Congresso dos EUA foi tomada por apoiadores de Trump em janeiro

Sede do Congresso dos EUA foi tomada por apoiadores de Trump em janeiro

Shannon Stapleton/Reuters - 06.01.2021

Um homem da Flórida foi condenado nesta segunda-feira (19) por um tribunal de Washington, capital dos EUA, a 8 meses de prisão por ter participado da invasão ao Capitólio por apoiadores do então presidente Donald Trump, na primeira sentença judicial desde o ataque que sacudiu a democracia norte-americana, em 6 de janeiro deste ano.

Leia também: EUA e aliados condenam atividades cibernéticas 'maliciosas' da China

Paul Hodgkins, 38, entrou junto com centenas de outros manifestantes na sede do Congresso do país, quando os parlamentares certificaram a vitória do democrata Joe Biden nas eleições presidenciais, indicou o Departamento de Justiça em um comunicado.

As fotos mostram o homem de barba e cabelo comprido no plenário do Senado, com óculos de esqui pendurados no pescoço e carregando uma grande bandeira em apoio ao ex-presidente republicano.

Homem se declarou culpado

Logo após ser preso no dia 16 de fevereiro, após ser delatado, Hodgkins se declarou culpado de obstruir procedimentos oficiais, crime pelo qual a promotoria federal pediu uma pena de um ano e meio de prisão.

De acordo com os documentos judiciais, Hodgkins entrou no Capitólio com uma sacola que continha óculos de proteção, cordas e luvas de latex, entre outros objetos. Ele conseguiu entrar na rotunda do prédio, onde tirou uma foto.

Mesmo assim, a promotoria admitiu que ele "não participou pessoalmente da violência ou destruição de bens e nem fomentou a violência", e que tinha "aceitado sua responsabilidade muito rapidamente". Ele também teria passado menos de meia hora no Capitólio.

Desde 6 de janeiro, mais de 535 manifestantes foram presos em todo o país por terem participado do ataque ao Congresso norte-americano e mais de 165 foram indiciados.

Antes de Hodkins, outras duas pessoas foram condenadas. Uma mulher que se declarou culpada foi sentenciada a 3 anos de liberdade condicional e um homem foi sentenciado a 3 meses de prisão, também após se declarar culpado, mas cumpriu toda a sentença durante sua prisão preventiva.

Últimas