Coronavírus

Internacional EUA: San Francisco volta a fechar bares e restaurantes por pandemia

EUA: San Francisco volta a fechar bares e restaurantes por pandemia

Cidade na Califórnia adota medidas de restrição em tentativa de frear o surgimento de novos casos de contaminações pelo novo coronavírus

Moradores de San Francisco fazem fila diante de mercado

Moradores de San Francisco fazem fila diante de mercado

Stephen Lam / Reuters - Arquivo

A área de San Francisco, na Califórnia, anunciou nesta sexta-feira (4) que a partir do próximo domingo todos os bares e restaurantes, assim como salões de beleza, academias e playgrounds, serão fechados novamente devido ao aumento de casos de contaminações pelo novo coronavírus na região.

Leia também: EUA superam marca de 3 mil mortes diárias por covid-19

As restrições - as mais severas desde a primeira onda, em março e abril - entrarão em vigor no domingo, às 22h (local, 3h de segunda-feira em Brasília), durarão pelo menos até 4 de janeiro de 2021 e afetarão os condados de San Francisco, Alameda, Santa Clara, Contra Costa e Marin.

Medida preventiva

As autoridades locais tomaram a decisão apesar do fato de ainda não terem mais de 85% dos leitos das unidades de terapia intensiva ocupados, o limite estabelecido ontem pelo governador da Califórnia, Gavin Newsom, para que as restrições fossem aplicadas imediatamente.

A prefeita de San Francisco, London Breed, chamou a decisão de "preventiva", dizendo que, no ritmo atual de propagação do coronavírus, a cidade corre o risco de ficar sem leitos disponíveis nas UTIs no dia seguinte ao Natal.

"Nós não tomamos estas decisões do dia para a noite. Sei o impacto que elas têm sobre as empresas locais, os trabalhadores e todos os nossos moradores, especialmente sem o apoio federal que precisamos. Mas não podemos nos dar ao luxo de esperar e retardar o inevitável. Nosso objetivo é suavizar a curva agora", escreveu Breed pelo Twitter.

Das cinco regiões sanitárias nas quais o plano do governador dividiu o estado, a área de San Francisco Bay é a melhor em termos relativos, e a última que se esperava que entrasse na fase de maiores restrições. Porém, provavelmente será a primeira por resolução das autoridades locais.

Ao contrário de março e abril, as lojas poderão permanecer abertas, mas apenas para acomodar 20% do número total de clientes permitidos por sua capacidade, enquanto as escolas continuarão operando de forma presencial.

Na última semana, novos casos de coronavírus detectados na Califórnia chegaram a 15 mil por dia, e as mortes aumentaram de cerca de 15 dias por dia, no início de novembro, para 113 na última quarta-feira.

Atualmente, a cada minuto há dois óbitos por covid-19 nos EUA, onde o total de mortes ultrapassa 277 mil, e o de casos é de mais de 14 milhões, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins.

Últimas