Internacional EUA sancionam polícia de Cuba e alto escalão por 'reprimir' protestos

EUA sancionam polícia de Cuba e alto escalão por 'reprimir' protestos

Departamento do Tesouro bloqueou todas as propriedades e interesses da agência de segurança, diretor e vice-diretor

AFP
Manifestantes durante protesto contra o Governo cubano

Manifestantes durante protesto contra o Governo cubano

REUTERS/Stringer

Os Estados Unidos anunciaram nesta sexta-feira (30) sanções financeiras contra a Polícia Nacional Revolucionária (PNR) de Cuba e seus mais altos funcionários por seu papel em "reprimir os protestos pacíficos e pró-democráticos" realizados na ilha caribenha em 11 de julho.

O Departamento do Tesouro informou que seu Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros (OFAC) bloqueou todas as propriedades e interesses da PNR, assim como de seu diretor, Oscar Callejas, e seu vice-diretor, Eddy Sierra, em virtude da Lei Global Magnitsky, o que permite aos Estados Unidos punir quem tiver cometido abusos aos direitos humanos ou atos de corrupção em outros países.

Últimas