EUA: Trump avalia impedir entrada de cidadãos com suspeita de covid

Governo norte-americano pode decidir, nos próximos dias, barrar cidadãos e residentes com visto permanente que possam estar infectados

Medida pode barrar cidadãos dos EUA nos aeroportos do país

Medida pode barrar cidadãos dos EUA nos aeroportos do país

Brian Snyder / Reuters - 3.8.2020

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está avaliando medidas para impedir que cidadãos norte-americanos e residentes permanentes ingressem no país se houver suspeita de que estejam infectados com o novo coronavírus, confirmou uma importante autoridade dos EUA à Reuters. 

Leia também: EUA alertam norte-americanos sobre risco de viajar ao Brasil

A autoridade disse que uma decisão preliminar, que ainda não foi finalizada e pode mudar, concederia ao governo autorização para bloquear a entrada de indivíduos que possam ter contraído a covid-19 e outras doenças.

Restrições à imigração

Trump instituiu uma série de restrições à imigração desde o início da pandemia de coronavírus, suspendendo parte da imigração legal e permitindo que as autoridades alfandegárias deportem rapidamente imigrantes detidos na fronteira sem os devidos processos legais. 

A Reuters informou em maio que autoridades do governo dos Estados Unidos temiam que pessoas com dupla nacionalidade mexicana e norte-americana pudesse migrar para os EUA caso o quadro da pandemia no México se agravasse, pressionando ainda mais os hospitais norte-americanos.

O projeto sobre o possível bloqueio, que foi divulgado primeiramente pelo New York Times nesta segunda-feira (10), seria emitido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, que desempenhou um papel de liderança na resposta à pandemia, disse a autoridade à Reuters. 

A força-tarefa de Trump para a pandemia não deve atuar na proposta nesta semana, embora esse cronograma possa mudar, disse a autoridade.