EUA: United Airlines suspenderá contratos de 36 mil trabalhadores

Companhia aérea diz que medidas são tomadas por conta da crise no setor por conta da pandemia e que pode retomar as contratações no futuro

United Airlines anuncia cortes por conta da crise da covid-19

United Airlines anuncia cortes por conta da crise da covid-19

Chris Helgren / Reuters - 6.12.2019

A United Airlines, uma das maiores empresas aéreas dos Estados Unidos, comunicou aos seus empregados que vai suspender o contrato de trabalho de 36 mil deles a partir de 1 de outubro, como consequência da crise econômica e das restrições de viagens provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

A companhia está chamando a medida de licença involuntária, uma vez que afirma que pode retomar as contratações assim que a demanda por viagens aéreas voltar a crescer. As dispensas serão feitas apenas em outubro, pois uma lei federal proíbe que haja demissões ou reduções salariais no setor até esta data.

A decisão foi comunicada em um memorando enviado aos funcionários. Dos 36.000 funcionários a serem dispensados, 26.000 são comissários de bordo e agentes de aeroporto. O número representa um terço do total da força de trabalho hoje contratada pela empresa.