Internacional "Europa é muito grande, muito autoritária", diz premiê britânico

"Europa é muito grande, muito autoritária", diz premiê britânico

Resultado das eleições da UE indica avanço das formações antieuropeias e da extrema direita

"Europa é muito grande, muito autoritária", diz premiê britânico

Para David Cameron, resultado das eleições da UE são "uma clara mensagem que não pode simplesmente ser ignorada"

Para David Cameron, resultado das eleições da UE são "uma clara mensagem que não pode simplesmente ser ignorada"

REUTERS/Francois Lenoir

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, pediu nesta terça-feira (27) que a União Europeia se concentre no que realmente importa, ao chegar a uma reunião de emergência para discutir o avanço dos eurocéticos nas eleições europeias.

"A Europa é muito grande, muito autoritária, muito intrusiva, deve se concentrar no que importa", disse Cameron.

O premiê acrescentou que o resultado das eleições indica o claro avanço das formações antieuropeias e da extrema direita, são "uma clara mensagem que não pode simplesmente ser ignorada".

O Partido pela Independência do Reino Unido (Ukip, antieuropeu e anti-imigração) atingiu em cheio o tradicional bipartidarismo britânico, ao vencer no domingo (25) as eleições europeias, acompanhando o fortalecimento de partidos radicais no bloco.

Crescimento de eurocéticos é 'terremoto político', diz primeiro-ministro francês

Em meio a crise econômica, eleições da UE podem dar novo fôlego à integração do bloco