Internacional Ex-governador de Nova York é denunciado por delito sexual

Ex-governador de Nova York é denunciado por delito sexual

Andrew Cuomo responderá na Justiça americana por 'toque forçado', que tem pena de até um ano de reclusão 

AFP
Andrew Cuomo renunciou ao cargo de governador de Nova York em agosto deste ano

Andrew Cuomo renunciou ao cargo de governador de Nova York em agosto deste ano

Seth Weng / Pool via AFP - 22.2.2021

O ex-governador de Nova York Andrew Cuomo foi denunciado nesta quinta-feira (28) à Justiça americana pelo delito sexual de “toque forçado”, de acordo com o porta-voz de um tribunal do estado.

"Uma denúncia foi apresentada contra o ex-governador Andrew Cuomo no tribunal da cidade de Albany", disse Lucian Chalfen, um porta-voz dos tribunais do estado de Nova York, que a descreveu como um "crime sexual".

Apresentada pelo gabinete do xerife ao tribunal da cidade de Albany, a denúncia acusa Cuomo de apertar o seio esquerdo de uma das denunciantes, que revelou o caso em dezembro de 2020. O tribunal de Albany convocou o ex-governador para se apresentar em 17 de novembro para responder à denúncia, informou em comunicado.

Os investigadores do gabinete do xerife, que acompanham as acusações desde 5 de agosto de 2021, determinaram que havia evidências suficientes para apresentar a denúncia ao tribunal.

Cuomo, de 63 anos, renunciou em agosto passado após uma investigação preliminar que descobriu que ele assediou sexualmente 11 mulheres, incluindo ex-funcionárias. Ele refutou as acusações e garantiu que era vítima de vingança política.

Cuomo conquistou a simpatia da população do país no ano passado pela sinceridade ao falar sobre a situação do novo coronavírus em suas aparições diárias perante a imprensa, antes de cair em desgraça.

Segundo o código penal dos Estados Unidos, o toque forçado é um delito leve que pode levar a até um ano de prisão.

Últimas