Ex-policial acusado de assassinar George Floyd comparece ao tribunal

Derek Chauvin pressionou com o joelho o pescoço da vítima desarmada e rendida por quase oito minutos em frente a várias testemunhas

Derek Chauvin é acusado de matar homem negro desarmado

Derek Chauvin é acusado de matar homem negro desarmado

Reprodução YouTube

Derek Chauvin, de 44 anos, acusado da morte de George Floyd há uma semana, deverá comparecer nesta segunda-feira (1º) ao tribunal de Minneapolis, capital do estado de Minnesota (EUA), para se defender da acusação de assassinato do homem negro de 46 anos.

O agora ex-policial branco deverá se apresentar às 14h (no horário local) ao Tribunal do Condado de Hennepin, na região central de Minneapolis, segundo informa o site da emissora CNN Internacional.

VEJA TAMBÉM: Novo vídeo mostra três policiais em cima de George Floyd

Floyd foi abordado e rendido por policiais de Minniapoles na última segunda-feira (25). Desarmado e algemado, Floyd foi deitado de bruços no asfalto quando teve seu pescoço pressionado pelo joelho de Derek Chauvin por quase oito minutos.

Nem as súplicas do homem para que parassem a agressão nem os apelos por parte de transeuntes que acompanharam a cena foram capazes de sensibilizar os policiais.

Floyd acabou perdendo os sentidos e uma ambulância foi acionada para socorrê-lo. Entretanto, quando a equipe de resgate chegou ao local o homem já estava sem vida. Vídeos gravados por pedrestes registraram a ação criminosa da equipe de policiais e deverão ser usadas como provas contra o ex-policial e seus colegas.

Chauvin foi acusado na sexta-feira (29) de assassinato em terceiro grau e homicídio culposo em segundo grau.

EM FOTOS: Protestos e homenagens a George Floyd ocorrem em vários países