Internacional Ex-secretário de Estado americano morre por complicações da Covid

Ex-secretário de Estado americano morre por complicações da Covid

Colin Powell foi o 1º afro-americano a ocupar o posto de comandante do Estado-Maior Conjunto

AFP
Colin Powell foi secretário de Estado durante o mandato do republicano George W. Bush

Colin Powell foi secretário de Estado durante o mandato do republicano George W. Bush

Paul Buck/AFP – 26.10.2000

Colin Powell, que foi secretário de Estado americano durante o mandato do republicano George W. Bush, faleceu aos 84 anos vítima de "complicações da Covid-19", anunciou nesta segunda-feira (18) a família.

"Nós perdemos um notável e amoroso marido, pai, avô e um grande americano", afirmou a família em um comunicado publicado nas redes sociais.

Powell foi o primeiro afro-americano a ocupar o posto de comandante do Estado-Maior Conjunto, antes de se tornar o chefe da diplomacia americana.

O ex-secretário de Estado morreu no Hospital Walter Reed, nos arredores de Washington, onde os presidentes dos Estados Unidos costumam receber tratamento.

O defensor da guerra no Iraque fez um longo discurso ao Conselho de Segurança da ONU em 5 de fevereiro de 2003 sobre armas de destruição em massa (ADM), que supostamente estavam na região. Seus argumentos serviram de base para justificar a invasão dos EUA no país pouco depois.

Anos mais tarde, ele admitiu que isso era uma "mancha" em sua reputação. “É uma mancha porque fui eu que fiz essa exposição em nome dos Estados Unidos para o mundo, e ela sempre fará parte da minha história”, disse. 

Nascido em 5 de abril de 1937 no Harlem, ele cresceu em Nova York, onde estudou geologia. Powell começou sua carreira militar em 1958. Primeiro foi enviado para a Alemanha e depois para o Vietnã como conselheiro militar do presidente John F. Kennedy.

Últimas