Internacional Explosão de carro-bomba na Colômbia deixa 16 feridos

Explosão de carro-bomba na Colômbia deixa 16 feridos

Autores de crime deixaram carro estacionado na frente da prefeitura de Corinto; 11 dos feridos trabalhavam no local

  • Internacional | Da EFE

Explosão de carro-bomba na Colômbia deixa pelo menos 16 feridos

Explosão de carro-bomba na Colômbia deixa pelo menos 16 feridos

EFE/Prefeitura de Corinto - 26.3.2021

Pelo menos 16 pessoas ficaram feridas na explosão de um carro-bomba em frente à Prefeitura do município de Corinto, localizado no conturbado departamento de Cauca, no sudoeste da Colômbia, informaram autoridades locais à Agência Efe.

"No momento, temos 11 funcionários feridos, três dos quais foram enviados a Cali (capital do departamento vizinho de Valle del Cauca) por causa de sua gravidade, e temos cinco pessoas da comunidade também feridas", relatou à Efe o secretário de governo de Corinto, Leonardo Rivera.

Rivera disse por telefone que pessoas não identificadas colocaram um veículo carregado de explosivos em frente ao gabinete do prefeito e houve detonação. A explosão ocorreu por volta das 16h (local, 18h de Brasília), e o número de atingidos ainda é preliminar. Os esforços de emergência ainda estão em andamento.

Em resposta à situação, o ministro da Defesa, Alfredo Molano, viajou para Popayan, capital departamental do Cauca, para liderar um conselho de segurança.

"Não daremos trégua contra o crime. Os traficantes de drogas criminosos não continuarão semeando o terror entre a população. Instruí a polícia e as forças militares a não descansarem até que os responsáveis sejam encontrados", afirmou o funcionário do alto escalão no Twitter.

Integrantes do exército e da polícia chegaram à região da explosão para lidar com a situação. Vídeos postados em redes sociais mostram sérios danos após o atentado, com vidros quebrados e escombros no chão.

Por sua vez, o presidente colombiano, Iván Duque, condenou o ataque e declarou que "o terrorismo é a arma do covarde". Ele ordenou que a liderança militar e o Ministro da Defesa fossem atrás dos culpados imediatamente.

Grupos criminosos estão disputando várias regiões do Cauca por cultivos ilícitos de coca e maconha, assim como a mineração ilegal, em uma zona que também é um corredor chave para o movimento de mercadorias irregulares.

Últimas