Terror na Europa
Internacional Explosão deixa 22 mortos e mais de 50 feridos em show de Ariana Grande em Manchester

Explosão deixa 22 mortos e mais de 50 feridos em show de Ariana Grande em Manchester

Há crianças entre as vítimas fatais; polícia trata incidente como atentado terrorista

Explosão deixa 22 mortos e mais de 50 feridos em show de Ariana Grande em Manchester

Manchester Arena é a maior arena coberta da Europa; explosão deixou pelo menos 22 mortos e mais de 50 feridos

Manchester Arena é a maior arena coberta da Europa; explosão deixou pelo menos 22 mortos e mais de 50 feridos

Reuters

Uma explosão na noite desta segunda-feira (22) em um show na cidade inglesa de Manchester, onde a artista norte-americana Ariana Grande se apresentava, deixou pelo menos 22 mortos e 59 feridos, no que a polícia britânica trata como um incidente terrorista. Segundo informações do jornal britânico The Independent, há crianças entre as vítimas fatais. 

Uma testemunha que estava no show disse que sentiu uma grande explosão ao sair da arena, seguida de gritos e correria, com milhares de pessoas tentavam escapar.

"Estávamos saindo e quando estávamos logo ao lado da porta houve uma grande explosão e todo mundo estava gritando", disse à Reuters Catherine Macfarlane, que assistia ao show.

"Foi uma grande explosão — deu pra sentir no peito. Foi caótico. Todo mundo estava correndo e gritando e só tentando sair."

A Manchester Arena, maior arena coberta da Europa, foi inaugurada em 1995 e tem capacidade para 21 mil pessoas, segundo o site. É um local popularmente usado para shows e eventos esportivos.

Um porta-voz da gravadora de Ariana Grande disse que a cantora de 23 anos estava bem. Em postagem nas redes sociais, Ariana grande afirmou estar "despedaçada" e "sem palavras" para descrever o que sentia. "Do fundo do meu coração, eu sinto muito", afirmou. 

O Reino Unido está no nível de alerta "severo", o que significa que um ataque de militantes é considerado altamente provável. Em um vídeo veiculado pela agência Reuters, é possível ver o desespero do público ao tentar sair do local do show.

Líderes se pronunciam

Em pronunciamento na manhã desta terça-feira (23), a premiê britânica Theresa May prestou suas condolências às famílias das vítimas e afirmou que o incidente na noite passada foi um dos piores na história do Reino Unido e o mais severo a atingir o norte da Inglaterra.

— A polícia e os serviços de segurança estão trabalhando rápido para estabelecer o quadro completo. O que se sabe até agora é que um único terrorista detonou um artefato improvisado próximo a uma das saídas da arena.

A identidade do autor do ataque, de acordo com May, já é conhecida. Do sexo masculino, ele morreu na cena do crime.

Diretamente de Belém, na Cisjordânia, onde realiza sua primeira viagem internacional desde que tomou posse, o presidente americano Donald Trump também prestou solidariedade às famílias das vítimas e chamou os autores de ataques terroristas de "perdedores".