Internacional Explosão em fábrica deixa 47 mortos e mais de 600 feridos na China

Explosão em fábrica deixa 47 mortos e mais de 600 feridos na China

Mídias chinesas afirmaram que os 640 feridos foram levados para 16 hospitais diferentes, sendo que 32 estão em estado grave

Explosão em fábrica na china deixa 44 mortos na China

Incêndio foi controlado na madrugada desta sexta-feira (22)

Incêndio foi controlado na madrugada desta sexta-feira (22)

Aly Song/Reuters - 22.3.2019

Uma explosão em uma fábrica de produtos químicos da cidade de Yancheng, na província de Jiangsu, na China, nesta quinta-feira (21), matou 47 pessoas e deixou mais de 600 feridos, segundo informações da mídia local.

O incêndio foi controlado às 3h da manhã desta sexta-feira (horário local), informou a TV estatal.

Sobreviventes foram levados para 16 hospitais, com 640 pessoas sendo tratadas por ferimentos. Entre os feridos, 32 estavam em estado grave, disse.

O incêndio da fábrica da Tianjiayi Chemical Company se espalhou para fábricas vizinhas. Crianças em um jardim de infância nas proximidades também ficaram feridas na explosão, informou a mídia.

A causa da explosão estava sob investigação, mas a empresa — que produz mais de 30 compostos químicos orgânicos, alguns dos quais altamente inflamáveis — já foi citada e multada anteriormente por violações de segurança no trabalho, segundo o jornal China Daily.

A polícia fechou estradas para a fábrica. A força da explosão quebrou janelas na vila de Wangshang, a dois quilômetros de distância, e os moradores, em choque, compararam o episódio a um terremoto.

"Houve pequenos acidentes antes, mas nada como isso", disse um morador que indicou seu sobrenome como Wang à Reuters.

"Houve um grande estrondo. Todas as janelas estavam quebradas. Eu fui dar uma olhada. Perto do local havia sangue por toda parte. As pessoas estavam arrasadas", disse.

A aldeia não foi evacuada apesar da proximidade com o local da explosão.

O presidente, Xi Jinping, que está na Itália em uma visita de Estado, ordenou esforços para cuidar dos feridos e "manter seriamente a estabilidade social", informou a TV estatal.

As autoridades devem adotar medidas para evitar que tais incidentes aconteçam e descobrir a causa da explosão o mais rápido possível, acrescentou Xi.