Internacional Extrema direita venceria eleições na França, diz pequisa

Extrema direita venceria eleições na França, diz pequisa

Marine Le Pen estaria à frente de Sarkozy e de Hollande

Extrema direita venceria eleições na França, diz pequisa

Marine Le Pen é declaradamente contra a imigração e a União Europeia

Marine Le Pen é declaradamente contra a imigração e a União Europeia

Reuters

Se as eleições para presidência da França fossem no próximo domingo (3), Marine Le Pen seria eleita mandatária, apontou uma pesquisa feita pelo Instituto Francês de Opinião Pública (Ifop) e divulgada nesta quinta-feira (31).

A presidente do partido Frente Nacional, de extrema-direita, teria 26% dos votos dos eleitores, considerando que o atual presidente, François Hollande, e seu primeiro-ministro, Manuel Valls, fossem candidatos. Ela iria para o segundo turno com o ex-presidente Nicolas Sarkozy, que teria 25% das intenções de votos.

O cenário montado pelo Ifop foi utilizar os mesmos candidatos de 2012 para ver como os franceses reagiriam dessa vez. Segundo o estudo, é possível perceber uma rejeição pelos partidos socialistas que estão no poder e uma incrível aceitação de uma candidata que é contra a imigração, a União Europeia e já disse que o "ebola" seria bom para acabar com o problema dos imigrantes ilegais.

A pesquisa foi feita entre os dias 21 e 22 de julho e entrevistou 947 eleitores. A margem de erro é de 1,4% a 2,8%. Em abril, outra pesquisa realizada pelo mesmo instituto, mostrou que Le Pen chegaria ao segundo turno, mas perderia para Sarkozy.

"Europa é muito grande, muito autoritária", diz premiê britânico

Os fascistas estão voltando à França?

Extrema direita avança, e socialistas veem derrota como 'tapa na cara' na França