Fabricante de ração pede desculpas após ser acusada de patrocinar rinhas entre cães e ursos na Ucrânia

A fabricante francesa de ração animal Royal Canin foi acusada pela ONG Four Paws (quatro patas, em tradução livre) de patrocinar o evento

No vídeo da Four Paws, dois cães aparecem perseguindo e mordendo o urso, que está acorrentado a uma árvore

No vídeo da Four Paws, dois cães aparecem perseguindo e mordendo o urso, que está acorrentado a uma árvore

Reprodução/huffingtonpost.co.uk

A fabricante francesa de ração animal Royal Canin foi acusada pela ONG Four Paws (quatro patas, em tradução livre) de patrocinar um evento na Ucrânia que promoveu uma rinha entre cães e um urso.

Segundo o jornal britânico The Huffington Post, o nome da empresa foi envolvido no caso após donos de cães que venceram as lutas terem recebido troféus com o logotipo da Royal Canin.

O logotipo também aparece em uma fita de plástico usada para demarcar o local onde a rinha acontece.

Na semana passada, a ONG de proteção aos direitos dos animais publicou um vídeo que mostrava a luta feroz entre cães e um urso que estava acorrentado.

Poluição leva à criação de zoológico só com estátuas de animais na Índia

Seis pessoas ficam feridas em dia sangrento da corrida de touros na Espanha

Ainda segundo o The Huffington Post, os ursos tinham suas unhas arrancadas e ficavam praticamente inofensivos diante dos cães. Depois das lutas, os animais ficavam com fortes sangramentos e ferimentos, principalmente no pescoço.

Os animais vivem em pequenas gaiolas e recebem pouca comida para que se tornem adversários mais fracos durante a luta, considerada uma prática ilegal no país.

Em nota, a empresa pediu desculpas e afirmou que "já tomou as medidas cabíveis, como a determinação de que o evento não seja mais patrocinado, bem como qualquer outra iniciativa que cause sofrimento ou risco a animais ao redor do mundo".

A Royal Canin é de propriedade do grupo americano Mars, que também é dono das famosas marcas Kitekat, Snickers, M&Ms e Whiskas.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia