Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Facebook também pede permissão para revelar como o governo americano espiona os usuários da rede social

Programa do governo abriu debate sobre privacidade e os limites da espionagem

Internacional|Do R7


Facebook quer divulgar relatório de transparência para mostrar como são os pedidos do governo americano sobre dados secretos de usuários
Facebook quer divulgar relatório de transparência para mostrar como são os pedidos do governo americano sobre dados secretos de usuários

O Facebook uniu-se nesta terça-feira (11) ao Google e pediu às autoridades federais americanas permissão para divulgar as solicitações oficiais feitas pelo governo sobre usuários da rede social — dados que estão vinculados aos programas secretos de espionagem, revelados semana passada, e que vêm causando desconforto à administração Barack Obama.

O assessor geral do Facebook, Ted Ullyot, indicou na terça-feira que "daríamos as boas-vindas a uma oportunidade para fornecer um relatório transparente que nos permita compartilhar com aqueles que usam Facebook no mundo todo a foto dos requerimentos que recebemos do governo e como respondemos [os requerimentos]".

Mesmo em Hong Kong, ex-agente da CIA pode cair nas garras dos EUA

Jovem diz que revelou esquema de espionagem dos EUA por um mundo melhor

Publicidade

Ullyot assegurou que, devido às limitações para revelar essas solicitações secretas de informação do governo americano, apresentar relatórios de transparência poderia ser visto de maneira tranquila pelos usuários, que receberam uma impressão incorreta.

— Pedimos ao governo dos Estados Unidos que nos ajude a que seja possível incluir informação sobre o tamanho e o alcance dos pedidos de segurança nacional que recebemos.

Publicidade

O Google também solicitou ontem permissão ao governo americano para publicar um resumo dos dados dos usuários que foram solicitados pelas autoridades dos EUA por razões de segurança nacional.

As reações dos dois gigantes tecnológicos surgem dias depois que Edward Snowden, ex-funcionário da CIA e a Agência Nacional de Segurança (NSA), revelou a existência do programa PRISM, que permite ao governo acessar o conteúdo dos servidores das empresas de internet mais importantes dos Estados Unidos.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.