Coronavírus

Internacional Falta de oxigênio para tratar covid faz Orlando reduzir uso de água

Falta de oxigênio para tratar covid faz Orlando reduzir uso de água

Prefeito pediu que pediu moradores e empresas evitem regar gramados e lavar veículos por pelo menos uma semana

Agência EFE
Irrigação de gramados é responsável por 40% do uso de água na região da Flórida

Irrigação de gramados é responsável por 40% do uso de água na região da Flórida

Pixabay

A cidade de Orlando (EUA) pediu nesta sexta-feira (20) a seus habitantes uma redução "imediata" no consumo de água devido à escassez de oxigênio líquido necessário para o tratamento de pacientes com covid-19 diante de uma explosão de internações no Estado da Flórida.

O prefeito Buddy Dyer explicou que existe uma "enorme demanda nacional" por oxigênio líquido e pediu à comunidade e às empresas que evitem regar gramados e lavar veículos por pelo menos uma semana.

Leia mais: Casos de covid-19 nos EUA atingem maior número em seis meses

"É outro resultado o que acontece quando os moradores não são vacinados e ficam gravemente doentes e precisam de tratamento e apoio médico urgente", lamentou Dyer em uma entrevista coletiva.

Flórida tem 17 mil pacientes internados com a covid19

Flórida tem 17 mil pacientes internados com a covid19

Amanda Perobelli/Reuters - 24.03.2021

A OUC (Comissão de Serviços Públicos de Orlando) disse que o oxigênio líquido usado para tratar a água da cidade está sendo desviado para hospitais.

O fornecimento semanal de 10 caminhões de oxigênio líquido para tratamento de água potável na cidade está sendo reduzido para sete ou até cinco por causa do crescente número de hospitalizações, que agora ultrapassa 17 mil na Flórida.

A OUC enfatizou que é fundamental reduzir a irrigação de gramados e jardins, atividade responsável por 40% do uso de água na região da Flórida Central, onde ficam famosos parques temáticos da Universal e da Disney.

As autoridades ressaltaram que se o consumo de água não for reduzido, elas terão que emitir um alerta para que os moradores a fervam antes do consumo.

De acordo com dados de agências federais dos Estados Unidos, 17.198 pessoas estão atualmente internadas em 258 hospitais da Flórida, e apenas 6,9% dos leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) estão disponíveis.

Além disso, pela segunda semana consecutiva, o Departamento de Saúde do estado relatou mais de 150 mil novos casos de covid-19.

Últimas