Coronavírus

Internacional Farmacêutica chinesa produzirá 60 milhões de vacinas Sputnik V

Farmacêutica chinesa produzirá 60 milhões de vacinas Sputnik V

Imunizante está autorizado em 57 países, com uma cobertura de 1,5 bilhão de pessoas, mas Rússia não dá conta da demanda

  • Internacional | Da AFP

Rússia não dá conta da demanda de vacinas Sputnik V

Rússia não dá conta da demanda de vacinas Sputnik V

Shamil Zhumatov/Reuters - 21.01.2021

A empresa farmacêutica chinesa Shenzhen Yuanxing Gene-tech vai produzir 60 milhões de doses da vacina russa contra o coronavírus Sputnik V - informou o fundo soberano russo, o RDIF, nesta segunda-feira (29), o qual financiou o desenvolvimento deste imunizante.

Em um comunicado, o fundo especifica que estas doses permitirão vacinar "mais de 30 milhões de pessoas". A produção comercial começará em maio.

O diretor do fundo, Kirill Dmitriev, disse que a colaboração "aumentará a capacidade de produzir doses adicionais à medida que vemos um aumento na demanda da vacina russa". 

De acordo com a RDIF, hoje, a vacina Sputnik V está autorizada em 57 países, com uma cobertura de 1,5 bilhão de pessoas.

Um porta-voz do fundo disse à AFP que este não é o primeiro acordo com a China para produzir a vacina. 

A Rússia entregou apenas pequenas quantidades de Sputnik V no exterior, porque não consegue produzir o suficiente.

Moscou insiste que não produzirá sua vacina para o mercado estrangeiro, mas quer aumentar as parcerias de produção. 

Na Índia, já foram assinados nas últimas semanas contratos com várias empresas farmacêuticas para cerca de 700 milhões de doses.

Últimas